Reportagem Vídeo: Loulé | Mãe Soberana | Festa Grande

0
214

 

Como é tradição no domingo, dia 15 de abril, oito Homens do Andor carregaram a imagem da Nossa Senhora da Piedade, de volta à sua ermida, no alto da cidade de Loulé, naquela que é a Festa Grande da Mãe Soberana. Um momento único para os peregrinos e fiéis que marcaram a sua presença, apesar da instabilidade meteorológica, na cidade de Loulé e que é considerada como a principal manifestação religiosa a Sul do Santuário de Fátima. Depois de no Domingo de Páscoa a imagem da Padroeira ter descido da sua ermida até à Igreja de S. Francisco, seguindo-se quinze dias com várias celebrações litúrgicas e também atividades culturais, a Festa Grande constituiu o culminar das festividades.

A marcar o início da Festa Grande, decorreu a homenagem do Clube Hípico de Loulé à Nossa Senhora da Piedade, no Largo de S. Francisco, no sábado, dia 14, à noite. No domingo, da parte da tarde, atendendo à chuva que se fazia sentir, após a celebração da Eucaristia na Igreja de São Francisco, a imagem da Nossa Senhora da Piedade saiu para o Largo do Monumento Engº Duarte Pacheco. Foi já neste local que pelas 16h00, o Bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, presidiu à celebração Solene da Eucaristia. Seguiu-se o momento de consagração à Nossa Senhora e início da Grande Procissão, que percorreu as principais ruas da cidade, acompanhada pela Banda Filarmónica Artistas de Minerva.

Já no Largo de S. Francisco, por volta das 18h00, após um ligeiro interregno, mais uma vez originado pela chuva, teve início o momento da subida para a Santuário. Neste quadro destacaram-se, uma vez mais, os oito Homens do Andor que carregaram a imagem da Mãe Soberana, e que subiram o íngreme cerro, num ritmo acelerado, acompanhados pela música dos Artistas de Minerva, e com a população a exibir-se em manifestações diversas mas verdadeiramente sentidas. Foram também os crentes quem, numa extraordinária manifestação de fé, aliaram toda a sua esforça espiritual ao esforço gigantesco dos Homens do Andor na escalada do caminho que dá acesso ao altar da Nossa Senhora da Piedade, com vivas à Nossa Senhora, em passo vivo e na cadência musicada dos homens da banda, e que foram “empurrando”, no calor da fé e calçada acima, o pesado andor da padroeira.

As celebrações, encerraram, já noite dentro com fogo de artifício junto à Ermida da Nossa Senhora da Piedade. A Mais Algarve, esteve em Loulé e tenta trazer-lhe agora os momentos mais marcantes, vivendo por dentro a subida do andor da Nossa Senhora da Piedade de regresso à sua ermida, neste evento religioso e marcante, que conjuntamente com a Festa das Tochas em SB Alportel e o enterro do Senhor em Faro, encerraram o período da Páscoa no Algarve.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui