Olhão | FICLO – As relações de Dominação e o Imperialismo num foco dedicado ao Gótico Tropical

0
324
FilmesFICLOOlhao1

Uma dezena de filmes integram o ciclo que a segunda edição do FICLO – Festival Internacional de Cinema e Literatura de Olhão dedica ao Gótico Tropical. Agrupa títulos dos realizadores colombianos, Carlos Mayolo e Luis Ospina, do grupo de Cali, e outras produções da América Latina que partilham a sua ética e estética.

A história surge a partir duma conversa entre o escritor Álvaro Mutis e Luis Buñuel. Mutis quer escrever um romance gótico em terras quentes. Buñuel mostra-se completamente céptico em relação a esta empresa. O resultado: La Mansión de Araucaima, uma história que se inscreve dentro da antropologia do mal com uma paisagem tropical como cenário. Até aí Buñuel ainda tinha razão. Só quando Carlos Mayolo leva o romance ao cinema é que este consegue recuperar o verdadeiro espírito subversivo do gótico, porque muito para além da paisagem, enfatizar-se-ão as relações de dominação coloniais e pós-coloniais.

Em Olhão, o festival mostrará alguns dos títulos do surpreendente género gótico tropical. Desde Agarrando Pueblo (Carlos Mayolo e Luis Ospina, 1977), um falso documentário que satiriza e deixa a descoberto a porno-miséria como mercantilização da pobreza pelo cinema miserabilista, a Carne de tu carne (Carlos Mayolo, 1983), passando por Pura sangre (Luis Ospina, 1982), baseado em casos reais e inspirado no universo mitológico de série B, até La Mansión de Araucaima (Carlos Mayolo,1986). A programação do Ciclo Gótico Tropical integra ainda Zombi Child (2019), um filme que retoma a figura do Zombie a partir da sua génese crítica, o Zombie enquanto escravo submetido à exploração colonial; com algumas variações da figura, o Zombie feminista de Los que Vuelven (2019) da argentina Laura Casabé; a comédia gótica Juan de los muertos (2011) que retorna ao Zombie num contexto pós-colonial cubano. Há ainda a destacar o filme mexicano La Región Salvaje (2016) de Amat Escalante, com uma poderosa crítica à sociedade conservadora, corrupta, homofóbica e patriarcal.

Com regresso apontado para os dias 28 março a 5 abril, o FICLO – Festival Internacional de Cinema e Literatura de Olhão já havia anunciado uma retrospectiva da filmografia de Albert Serra e um seminário com o realizador espanhol a ter lugar entre 4 e 6 de março. O festival anunciará mais programação nas próximas semanas.  

Programação Ciclo Gótico Tropical
Agarrando Pueblo (The Vampires of Poverty), Luis Ospina, Carlos Mayolo, Colombia, doc, 1977, 28′
Pura Sangre (Pure Blood), Luis Ospina, Colombia, fic, 1982, 90′
Carne de tu Carne (Flesh of your Flesh), Carlos Mayolo, Colombia, fic, 1983, 94′
La Mansión de Araucaima (The Manor of Araucaima), Carlos Mayolo, Colombia, fic, 1986, 85′
Vampiros en la Habana!, Juan Padrón, Cuba, Ani, 1985, 69′
Juan de los Muertos (Juan of the Dead), Alejandro Brugués, Cuba, fic, 2012, 92′
La Región Salvaje (The Untamed), Amat Escalante, México, fic, 2016, 98′
Zombi Child, Bertrand Bonello, França, fic, 2019, 103′
Los que Vuelven (The Returned), Laura Casabé, Argentina, fic, 2019, 93′

FICLOFilmesFICLOOlhao1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui