Ar Condicionado | O que pode estar a afetar as suas faturas da luz

0
234
ArCondicionado

Sabia que utilizar o ar condicionado todos os dias, durante um mês de Verão, lhe pode aumentar as faturas da luz em cerca de 30€? E que um dos fatores que pode contribuir para isso é a sua incorreta utilização do aparelho?

Bem sabemos que nos dias de calor intenso é impensável estar em casa sem ligar o ar condicionado, mas existem algumas dicas que lhe permitem poupar na conta de eletricidade ao final do mês.

Para o ajudar a fazer esta gestão, a Selectra realizou um estudo que lhe permite saber quanto lhe vai custar o uso do ar condicionado em casa, durante 1 mês, e reuniu numa lista, os erros mais comuns que podem estar a aumentar o preço das suas faturas de eletricidade.

Quanto me vai custar o uso do ar condicionado durante o Verão?

A resposta é “depende”. Basicamente, o valor que irá pagar pelo uso do seu ar condicionado tem em conta:

1. Potência do seu ar condicionado;

2. Tempo de utilização do mesmo;

3. Horário de utilização, mediante a tarifa que tem contratada

Além disso, dependerá ainda do tipo de potência e se o seu consumo global excede, ou não, os 100 kWh mensais. Muito confuso? Nós explicamos!

Desde logo, considere que o seu ar condicionado tem 1100 watts, ou seja, que consome 1.1 kWh, e que o utiliza, em média, 4 horas por dia, durante os meses mais quentes do ano.

Dito isto, criámos 2 cenários com base no preço médio que a sua comercializadora lhe cobra por cada kw consumido.

Cenário A: 2 pessoas por habitação

Se na sua casa habitam 2 pessoas, em média, terá uma potência elétrica contratada de 3.45kVA e uma taxa de 13% de IVA de eletricidade que se aplica aos primeiros 100 kWh consumidos mensalmente.

Assim, e supondo que um ar condicionado tem uma potência de 1.1KW, estes são os preços por hora que lhe custaria utilizá-lo, se tiver uma tarifa contratada simples ou bi-horária:ArCondicionadoE por mês, qual seria o peso na sua fatura? Ora, tendo em conta que num mês utilizaria o ar condicionado um total de 120 horas (4h/dia x 30 dias), iria pagar:

● Tarifa simples: 0,188/hora x 120= 22,55€

● Tarifa bi-horária (horas fora do vazio)= 0,23€/hora x 120= 27,25€

● Tarifa bi-horária (horas do vazio)= 0,11€/hora x 120= 13,72€

A opção ideal e que lhe permite poupar nas suas faturas mensais vai depender dos seus horários. Ou seja, se utilizar mais o ar condicionado durante as horas de vazio (22h às 8h), a tarifa bi-horária será a mais vantajosa para si. Porém, se o uso for feito maioritariamente nas horas opostas (8h às 22h), a tarifa simples será a mais económica.

Cenário B: Família de 4 pessoas

Consideremos agora outra hipótese, referente ao custo gerado por uma família de 4 pessoas. Neste caso, e para que não existam sobrecargas de energia, a potência elétrica contratada deverá rondar os 6.9kVA, e dado que o consumo deverá ultrapassar os 100 kWh/mês, a taxa de IVA será de 23%.

Tendo em conta o mesmo valor de potência do ar condicionado (1.1KW) e as diferentes tarifas disponíveis, este seria o valor médio por hora descontado na sua fatura:ArCondicionado1Para saber qual o reflexo na sua conta mensal, os cálculos são idênticos aos do primeiro cenário.

● Tarifa simples: 0,1962/hora x 120= 23,54€

● Tarifa bi-horária (horas fora do vazio)= 0,25€/hora x 120= 29,81€

● Tarifa bi-horária (horas do vazio)= 0,13€/hora x 120= 15€

Mais uma vez, a tarifa simples pode ser uma boa opção para a sua família, mas apenas se ligarem o ar condicionado maioritariamente entre as 8h e as 22h.

Agora que já sabe quanto lhe custa ligar o ar condicionado, chegou o momento de aprender alguns truques para o utilizar de forma eficiente. Isto porque, para além da escolha das tarifas energéticas, existem outros fatores que podem fazer a diferença no valor das suas faturas ao final do mês.

Preste atenção aos seguintes erros mais comuns durante a utilização do ar condicionado e, caso se reveja nalgum deles, tente corrigi-lo e comprove as diferenças na sua fatura da luz no próximo mês!

O que pode estar a afetar a sua conta de eletricidade?

São vários os erros que cometemos diariamente sem nos darmos conta mas, mesmo por mais pequenos que pareçam ser, têm realmente impacto no nosso consumo energético. Depois de uma intensa pesquisa, reunimos numa lista aqueles que parecem ocorrer com maior frequência dentro da casa dos portugueses.

Os erros mais comuns na utilização do ar condicionado

1. Escolher temperaturas muito baixas

Quantas vezes não chegou a casa com imenso calor e a primeira coisa que fez foi ligar o ar condicionado na temperatura mínima? Por mais que isso seja uma ideia aliciante, significa também um maior esforço do motor para atingir a temperatura escolhida e por isso, um maior consumo energético.Nos casos de refrigeração, a temperatura indicada deve situar-se entre os 24ºC e os 26ºC.

2. Não fazer a limpeza regular dos filtros

Se é daquelas pessoas que está sempre a adiar esta tarefa, saiba que isso pode estar a refletir-se nas suas faturas. Isto porque, um filtro sujo prejudica a qualidade de ventilação e por sua vez, a eficiência do equipamento.

3. Falta de manutenção anual do ar condicionado

Quando foi a última vez que chamou um técnico para inspecionar o estado do seu ar condicionado? Se já não se recorda de nenhuma data, talvez esteja na altura de o fazer. O indicado é optar por fazer uma manutenção preventiva do aparelho, evitando possíveis avarias e averiguar se, de facto, está a funcionar de forma eficiente.

4. Desvalorizar a importância do termóstato

Refrescar divisões vazias ou ventiladas é um desperdício de energia e é neste sentido que o termóstato pode ser o seu grande aliado, uma vez que atua por compartimentos e pode assim controlar a temperatura a que quer que esteja cada um deles.

5. Não utilizar a ventoinha

Mesmo que tenha adquirido agora um ar condicionado, não se despeça já da ventoinha! O funcionamento simultâneo dos dois equipamentos pode ser bastante eficaz, especialmente em áreas de maior dimensão, uma vez que vai contribuir para atingir a temperatura desejada mais rapidamente e assim, diminuir o consumo energético do ar condicionado.

6. Instalar o ar condicionado em locais de exposição solar direta

No momento de escolher um local para instalar o ar condicionado, a tendência é optar pelos cantos mais escondidos da casa, não pensando nunca se vai ou não estar exposto à luz solar direta. Porém, esta deve ser uma preocupação fundamental, uma vez que se estiver exposto em locais mais quentes, será precisa mais energia para arrefecer o espaço.

7. Utilizar o forno ou secador em dias de muito calor

A lógica é a mesma que no ponto referido acima. A utilização destes aparelhos, resulta numa circulação de ar quente, requerendo mais esforço por parte do aparelho para contrabalançar as temperaturas. Pode parecer um gesto inofensivo, mas acredite que pode fazer a diferença na sua fatura no final do mês.

8. Não prestar atenção às saídas de ar da casa

Para manter a temperatura constante dentro de um espaço é necessário que não exista entrada ou saída de ar. Certifique-se que tem todas as janelas fechadas e se não existem aberturas que estejam a condicionar o bom funcionamento energético do ar condicionado.

9. Ignorar o modo desumidificação

Embora estejamos na época do Verão, há sempre dias em que a humidade se sente com uma certa intensidade. Experimente ligar primeiro esse modo invés do de arrefecimento e comprove qual é realmente a fonte do seu desconforto.

10. Comprar um modelo com baixa eficiência energética

A compra e instalação de um ar condicionado é um investimento grande e por isso, podem surgir algumas dúvidas, se a escolha que está a fazer é a mais acertada. Existem vários fatores que influenciam essa decisão, porém há um que consideramos essencial: optar por um modelo com alta eficiência energética. Pode não ser sempre a opção mais barata, mas a longo prazo vai refletir-se numa maior poupança na sua carteira.

Escolha das tarifas energéticas: https://luzegas.pt/fornecedores-energia/endesa/tarifas  

Mais informações em: https://selectra.pt/

SelectraArCondicionado2

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui