AMAL | “Bezaranha” uma ventania de apoio à cultura, passou pelo Algarve

0
110
Bezaranha

Com o mote “há ventos que vêm por bem”, ao abrigo deste projeto, realizaram-se 180 iniciativas e mais de 20 itinerâncias entre municípios. Feitas as contas, Bezaranha permitiu apoiar 700 profissionais da área da cultura e chegou a milhares de pessoas presencialmente e on-line.

O projeto decorreu entre abril e dezembro deste ano com uma programação que incluiu um conjunto de iniciativas e eventos culturais que chegaram a todos os concelhos algarvios. Essa abrangência territorial permitiu apoiar os artistas locais, cumprindo, assim, um dos principais objectivos da iniciativa. Foi um vendaval (expressão popular para Bezaranha) que trouxe ânimo ao setor cultural da região.

Esta foi a primeira vez que um modelo de programação cultural em rede juntou a Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), os 16 municípios e a Direção Regional de Cultura. Do contexto social e económico provocado pela pandemia surgiu a necessidade de concretizar um projeto conjunto na área da cultura.

Para além do apoio aos artistas locais, a construção da programação assentou nos seguintes pilares:  potenciar o património natural e edificado (monumentos, locais históricos e emblemáticos) do Algarve; realizar pelo menos 60% dos eventos ao ar livre e concretizar itinerâncias entre municípios.

O Presidente da AMAL, António Pina, considera que “este foi na realidade um primeiro passo e um passo importante nesta área”. A pensar no futuro, António Pina deseja “que o próximo Programa Operacional traga mais recursos para podermos continuar a apoiar o setor cultural da nossa região”.

O evento que marcará o final deste vendaval está previsto para o próximo dia 23, em Aljezur. Trata-se da iniciativa “Por Entre Saberes e Sabores Vicentinos”, com destaque para a confeção da tradicional Couvada de Aljezur que antigamente era degustada nas mesas do concelho durante a quadra festiva. A acompanhar esta confeção estará a acordeonista Rita Melo.

O evento será gravado e passado posteriormente no facebook do Bezaranha e do Município de Aljezur.

O projeto Algarve – Programação Cultural em Rede resultou de uma candidatura que a AMAL – Comunidade Intermunicipal do Algarve submeteu, no âmbito do Programa Operacional Regional do Algarve (CRESC Algarve 2020), aprovada a 30 de dezembro de 2020. O investimento total do projeto foi de 800 mil euros, financiado pelo PO CRESC ALGARVE 2020 e pelo FEDER- Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

WLPBezaranha

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui