DGRM atribui TUPEM para o cabo EllaLink – Avança ligação submarina entre Sines/Marrocos

0
90
CaboEllaLinkDGRM

Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM) procedeu à atribuição do Título de Utilização Privativa do Espaço Marítimo (TUPEM) para o promotor do cabo EllaLink iniciar a instalação de uma ligação a Marrocos, a partir do backbone principal, que liga Sines ao Brasil.

O TUPEM foi atribuído ao abrigo do Decreto-Lei n.º 38/2015, no regime de concessão por 25 anos, contemplando no mar português uma área de implantação do cabo ótico submarino de 2.338 metros quadrados e uma área de proteção de 116.238 metros quadrados. Consiste na instalação de um branch de cabo submarino internacional que permitirá a ligação a Casablanca, apresentando um comprimento de cerca de 420 quilómetros, através de um cabo de dois pares de fibras que permite uma largura de banda de 50 Terabit/s.

Os trabalhos estão em fase avançada de preparação e o cabo deverá começar a ser instalado ainda durante o próximo mês de janeiro, com vista ao arranque em funcionamento na primeira metade de 2022. Com mais este passo, o promotor dá cumprimento ao seu planeamento do importante projeto de ligação de dados de baixa latência EllaLink, que já está a operar entre Sines e Fortaleza e com uma ramificação à Ilha da Madeira, alargando-se a rede de interconexões a diferentes geografias, neste caso ao norte de Africa.

A importância da ligação de Portugal, através de uma crescente rede de cabos de dados de última geração, é fundamental no posicionamento nacional na economia dos dados, matéria que tem sido prioritária na ação governativa.

Recorde-se que o projeto EllaLink contempla a primeira ligação direta entre a Europa e o Brasil, através de um cabo de ultra banda larga, com seis mil quilómetros de extensão e representando um investimento de 150 milhões de euros.

UnimagemCaboEllaLinkDGRM

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui