O ‘IV Foro INTREPIDA plus’ reuniu mais de 60 empresárias da Eurorregião Alentejo Algarve Andaluzia

0
169
ForumIntrepida2

Empresárias provenientes de diferentes sectores do tecido empresarial de Espanha e Portugal encontraram-se em Faro, Portugal, durante os dias 24 e 25 de Fevereiro de 2022 no quadro do projecto INTREPIDA plus.

O IV foro empresarial INTREPIDA plus celebrou-se de maneira totalmente presencial na cidade de Faro, no Algarve português, precisamente quando as medidas sanitárias estão a melhorar e oferecem grandes esperanças para todos para uma volta à actividade nos diferentes sectores da nossa sociedade. Um numeroso grupo de empresárias provenientes de cidades e povoações como Almonte em Huelva, Bormujos em Sevilha, de capitais tais como Málaga, Huelva e Sevilha do lado andaluz uniram-se a empresárias das regiões de Évora e Portalegre, concretamente de diversas localidades como Castelo de Vide, Arraiolos, Vaiamonte, Vale do Peso, entre outras. Este IV foro foi organizado pelo Município de Faro, sócios oficiais no projecto INTREPIDA plus (Internacionalização das Empresárias de Espanha e Portugal para a Integração, o Desenvolvimento e as Alianças. Segunda fase) coordenado pela Fundação Tres Culturas desde Sevilha juntamente com o resto de sócios num partenariado activo que reforça o carácter transfronteiriço do dito projecto que conta com financiamento do programa Interreg VA Espanha-Portugal (POCTEP). 

Os foros de trabalho são uma das principais actividades deste projecto vinculado ao apoio empresarial onde destaca o empreendimento feminino como motor de desenvolvimento social e económico em qualquer sociedade. Até à data foram celebrados una serie de encontros presenciais, quatro no total, que começaram em Sevilha em 2020 para continuar em Huelva, Évora e finalmente Faro em 2022.

Durante estes dois dias de convivência, de aprendizagem mútua e de experiências partilhadas, o Município de Faro preparou um programa rico e variado onde se combinaram por um lado, dinâmicas relacionadas com a gestão emocional, a reafirmação das capacidades próprias e adquiridas y que foram conduzidas pela Selma Ferreira e Lurdes Silva. Por outro lado, o programa ofereceu colóquios específicos sobre o registo de marcas e patentes em Espanha e Portugal. Estas apresentações foram apresentadas magistralmente, dum lado, pela parte espanhola por Cristina Amate e Amalia Bernier da Agencia IDEA da Junta de Andaluzia que destacaram a importância de registar uma marca com exemplos e casos práticos. Pela parte portuguesa, Sofia Vairinhos de CRIA, Universidade do Algarve, mostrou exemplos de marcas e patentes portuguesas de grande interesse e originalidade. O programa propiciou o networking entre as empresárias, convidando-as a integrarem-se em grupos criados a partir de sectores como: turismo, saúde, gestão, marketing digital, desenho gráfico e websites, agricultura, coaching emocional, arte, moda, design e o sector serviços entre muitos outros. A ligação entre empresárias de ambos os países ficou reforçada por uma interessante mesa redonda conduzida por Luís Guerreiro e integrada por seis empresárias: Mamen Villalba (Blanco Ruso, Sevilha), Esther Martínez (Social Coach. Almonte), Yolanda Escuredo (La Jabugueña, Huelva), Vera Lima (Ti Xico, Évora), Celia Sousa (Afago, São Brás de Alportel) e Suzana de Matos (Despensa Franciscana, Vale do Peso). Todas elas reflectiram conjuntamente sobre os seus inícios, os motivos pelos que decidiram empreender, a sua situação actual, as dificuldades a ter em conta e a colaboração do projecto INTREPIDA plus no seu trabalho.

Este encontro pôs em destaque as colaborações que que já surgiram entre empresárias da mesma região como é o caso das empresas alentejanas Ti Xico, criada pela Vera Lúcia, que fabricou produtos e protótipos em colaboração com os desenhos cerâmicos da ceramista Manuela Marques da Olaria Bulhão. A mesa redonda pôs de manifesto a necessidade de atingir formas de trabalhar capazes de permitir uma maior conciliação entre trabalho e família, uma maior dedicação e o claro desejo de trabalhar de maneira apaixonada naquilo que realmente se deseja fazer.

Todas as ocasiões do programa foram uma oportunidade para conhecer melhor o trabalho que estão a realizar as empresárias assim como os seus produtos. Os coffee break contaram com deliciosos produtos locais como os queijos de Denis Mesquida, de nacionalidade brasileira, à frente da empresa Queijo da Villa e que ofereceu uma variedade de queijos e maneiras de os preparar juntamente com compota de frutas vermelhas realizada com as frutas que Carmen Rodríguez, da empresa Cuna de Platero trouxe desde Moguer, em Huelva, para prova a todas as participantes.

A última jornada finalizou com uma interessante visita à cidade de Faro, organizada pelo Município de Faro e guiada por Ernesto Cabrita da empresa Look-Al que permitiu conhecer melhor a história da cidade, factos relevantes no seu desenvolvimento, assim como saber mais sobre a amálgama de culturas e tradições que têm vindo a compor a realidade que é hoje esta linda cidade que se encontra na margem da ria Formosa.

O projecto INTREPIDA plus para o desenvolvimento das suas acções conta com o apoio económico de fundos FEDER do programa europeu Interreg VA Espanha-Portugal (POCTEP) e está liderado pela Fundação Tres Culturas del Mediterráneo, juntamente com os seguintes sócios de Espanha e Portugal: Diputación de Huelva, Mancomunidad de Desarrollo Condado de Huelva, Núcleo de Empresários da Região de Portalegre (NERPOR), Núcleo Empresarial da Região de Évora (NERE) e Município de Faro.

Mais informação sobre o projecto INTREPIDA em www.tresculturas.org/intrepida

#projectointrepida #poctep

Fundação Tres CulturasForumIntrepida2ForumIntrepida3ForumIntrepida4ForumIntrepida6

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui