Festival “Encontros do DeVIR” 2022

0
159
EncontroDeVIR1

Integrada nos encontros do DeVIR um mês p’lo FUTURO, dedicados à Crise Climática e aos Direitos Humanos, a plataforma digital ARTEPENSAMENTO&informação / ARTivismo – a Arte a apelar à ação (www.encontrosdodevir.com), está online até dia 15 de Junho e compreende vídeos curtos nas áreas das Artes Performativas, da fotografia, da BDs, da Arte Urbana e dos cartoons, um ciclo de filmes/documentários/curtas metragens e informações complementares dirigidas a alunos, pais e professores, mas também ao público em geral.

Depois dos encontros do DeVIR júnior, em 2015, esta é a segunda vez que dedicamos uma edição deste Festival ao público infanto-juvenil, desta vez num formato híbrido, ao vivo e online. A URGÊNCIA de AGIRMOS face às ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS e pelos DIREITOS HUMANOS levou-nos a construir uma programação divididas em 2 tempos, que compreendem ações presenciais no contexto escolar, mas também espectáculos dirigidos a todos os públicos, os quais complementam uma plataforma digital de disseminação de conhecimento e de informação.

O primeiro momento já teve início, com apresentações deste festival, em contexto de sala de aula, envolvendo alunos do 2º e 3º ciclos de escolas de Quarteira, através de abordagens que atendem aos seus níveis de conhecimento, bem como às diretrizes curriculares.

Nos próximos dias 6 e 7 de Abril, na escola EB 2,3 D. Dinis, em Quarteira, serão realizadas 4 apresentações do espetáculo “O Estado do Mundo (quando acordas)” pela Cia. Formiga Atómica, que coloca em cena relações de causa-efeito entre pequenos gestos e grandes consequências. Até que ponto objectos do nosso quotidiano podem ser responsáveis por grandes catástrofes naturais? Qual o impacto das nossas acções no outro lado do planeta?

Entre 3 de Novembro e 3 de Dezembro próximos reativaremos esta plataforma digital, adaptando-a aos alunos do secundário e ao público adulto. Durante esse segundo mês p’lo Futuro realizaremos um conjunto espectáculos e ações paralelas, mantendo o foco na Crise Climática e nos Direitos Humanos. Destacamos as apresentações de trabalhos de Vera Mantero e Joana Levi, numa parceria com o projeto “Terra Batida”, da Cia. Formiga Atómica, de José Laginha e Marlene Vilhena, uma exposição de fotografia e conversas&debates, a par de um trabalho de proximidade e colaboração ativa com alunos de várias escolas de Loulé, Faro, Quarteira e Portimão.

Os encontros do DeVIR nasceram em 2012, são um festival temático, de âmbito internacional, que tem o seu enfoque no Algarve e em questões sociais e ambientais deste território. Envolve a comunidade regional e criadores nacionais e internacionais das áreas das artes do espectáculo, da imagem, da escrita, das ciências sociais e de outras áreas científicas, estabelecendo pontes de comunicação entre TODOS.

Tornou-se evidente que a mitigação de qualquer questão relativa ao ambiente e aos direitos humanos deve assentar no binómio local/global. Nesse sentido, tendo a Arte como suporte de comunicação e sensibilização – ARTivismo, a Arte a apelar à ação, continuamos a considerar que é da maior importância, manter, reforçar e adaptar um trabalho que vem sendo desenvolvido, focado na leitura de questões locais de âmbito socioambiental e político que urge continuar a serem pensadas, discutidas e tratadas por TODOS, até mesmo por quem vivencia/(re)conhece os mesmos problemas noutras latitudes. 

Queremos contribuir para a capacitação e o envolvimento de TODOS, no que se refere a questões comuns relativas à CRISE CLIMÁTICA e aos DIREITOS HUMANOS, as quais carecem do empoderamento dos cidadãos (independentemente dos seus escalões etários), face a uma classe de decisores políticos e económicos que mantém uma postura apenas reativa, apesar dos apelos dos cientistas, assentes em evidências irrefutáveis.

DeVIR CAPaEncontroDeVIR1EncontroDeVIR3EncontroDeVIR4