“FICLA” Festival muda-se para Faro e faz retrospectiva da realizadora Trinh T. Minh-ha

0
124
FiclaTrinhT.Minh ha

O Festival Internacional de Cinema e Literatura do Algarve muda-se, este ano, para Faro. A ter lugar entre os dias 2 e 11 de junho, o evento volta a propor uma vasta programação de cinema, conversas, masterclasses e outras iniciativas que têm como objectivo olhar a relação entre a escrita e a sétima arte. Para a edição 2022, o FICLA apresenta uma retrospectiva integral da obra da cineasta Trinh T. Minh-ha, que estará presente no festival para apresentar os filmes e orientar uma masterclass sobre o seu processo de trabalho. 

Trinh T. Minh-ha é professora na Universidade de Berkeley, Califórnia, no departamento de Retórica, Género e Estudos da Mulher. Artista, escritora, poeta, cineasta e compositora e a sua obra fílmica tem sido mostrada nos mais relevantes palcos do cinema mundial (Festival de Berlim, Toronto, Sundance, Locarno, Viennale, entre outros), assim como espaços expositivos como o Musée du Quai Branly ou a Documenta 11. Na retrospectiva que o FICLA lhe dedica serão mostrados os 9 filmes que integram o seu currículo, incluindo o mais recente, What about China?, que integrará ainda a competição oficial do festival. 

O cinema de Trinh T. Minh-ha tem como principal eixo condutor um olhar transversal sobre as diferenças culturais entre ou dentro de diferentes grupos. Afastando-se dos centros, os seus filmes viajam pelas fronteiras, pelo híbrido, nos intervalos, no múltiplo, mostrando-nos que as diferenças não são, necessariamente, pontos de ruptura, mas antes um constante desafio de pensar os limites, os nossos e os dos outros. Uma cineasta alerta que procura esticar e romper com cânones estabelecidos.
www.ficla.pt

A edição 2022 do FICLA é co-produzida pela Câmara Municipal de Faro e ocupará o PDJ Faro, o Museu Municipal de Faro, a Biblioteca Municipal de Faro António Ramos Rosa, o CIAC – Centro de Investigação em Artes e Comunicação /Universidade do Algarve, 9o DeVIR/CAPa – Centro de Artes Performativas do Algarve e a ARCM – Associação Recreativa e Cultural de Músicos. O festival anunciará, nas próximas semanas, mais segmentos de programação. 

FICLAFiclaTrinhT.Minh ha