CREPC Algarve | Exercício Pioneiro envolve Alfa Pendular em Cenário de Acidente na Linha Ferroviária do Algarve

0
40
FerroexCPFaro1

O “FERROEX_ALGARVE´22”, que decorreu entre as 23:25 horas da passada terça-feira, 26 de abril, e a madrugada do dia 27 de abril, foi o primeiro exercício de proteção civil no país a envolver o Alfa Pendular. Veja as Fotos (cedidas por ANEPC Algarve) na nossa galeria de Fotografias: AQUI 

O planeamento concertado entre a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), a Infraestruturas de Portugal e a CP – Comboios de Portugal, permitiu animar, com a ajuda de 70 figurantes voluntários, uma dinâmica que desafiou todos quantos concorrem para a resposta a um acidente grave na Linha Ferroviária do Algarve, através de múltiplos cenários e injeções idealizadas para treinar e testar a resposta interna e externa no terminal de passageiros, junto à Estação da CP em Faro.

Neste contexto foi possível testar a articulação entre o centro de comando da IP e a Sala de Operações e Comunicações do Comando Regional de Emergência e Proteção Civil do Algarve, no desenvolvimento dos procedimentos de alerta, despacho, notificação e partilha de informação relevante e a consequente montagem de um Posto de Comando Operacional no local, com recurso ao Veículo de Planeamento, Comando e Comunicações da ANEPC, guarnecido por uma equipa multidisciplinar de comando que assegurou a coordenação institucional, o comando operacional e o respetivo controlo da execução do plano estratégico de ação delineado pelo Comandante das Operações de Socorro (COS), integrando os oficiais de ligação das diferentes forças envolvidas.

Paralelamente, foi estabelecida uma área de acolhimento e processamento de passageiros ilesos, bem como um ponto de informação para familiares e amigos, numa interação entre a CP, o Município de Faro na dimensão da ação social e proteção civil, envolvendo ainda a valência de apoio psicológico do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e o acompanhamento da Segurança Social.

Este exercício, conduzido pelo Comando Regional de Emergência e Proteção Civil do Algarve, com o apoio do Serviço Municipal de Proteção Civil e dos Corpos de Bombeiros do concelho de Faro, determinou a ativação de todos os níveis de alarme previstos no Plano Prévio de Intervenção da ANPEC para a Linha Ferroviária do Algarve, o que se traduziu na mobilização de 48 meios técnicos e 108 operacionais dos diferentes Agentes de Proteção Civil e entidades cooperantes, com destaque para os Corpos de Bombeiros de Faro (Sapadores e Cruz Lusa), Loulé, Olhão, S. Brás de Alportel, Albufeira e Tavira, que envolveram 66 Bombeiros, a par do Instituto Nacional de Emergência Médica que empenharam as capacidades de intervenção em catástrofe, da Cruz Vermelha Portuguesa, da Policia de Segurança Pública, do Serviço Municipal de Proteção Civil de Faro, da Segurança Social, da IP e da CP.

A PSP assegurou a manutenção da ordem pública na área de interesse do teatro de operações e garantiu a permeabilidade dos caminhos de penetração dos meios de socorro e os corredores de evacuação até à unidade hospitalar.

No final da jornada de trabalho, após cerca de três horas de exercício, teve lugar o primeiro momento da fase de avaliação com um hot debriefing que contou com a participação de todos os jogadores e avaliadores, e congregou as primeiras impressões, sobretudo as lições identificadas que serão agora complementadas pelos relatórios de cada entidade, integrando o processo de lições aprendidas, fundamental para o aperfeiçoamento do sistema de emergência e proteção civil.

#algarveresiliente #ANEPC #INEM #protecaocivil #SIEM #CVP #PSP #CP #IP #BOMBEIROS #SIOPS #faro

ANEPCFerroexCPFaro1FerroexCPFaro2