Reportagem Vídeo: Os “Maios” no Algarve

0
522

As festas de Maio terão a sua génese nos rituais festivos associados à chegada da Primavera. Tradicionalmente a “Maia” era representada por uma boneca de palha ou por uma jovem trajada de branco, com uma coroa de jóias, fitas e flores. Esta, sentada num trono, estava rodeada de crianças que iam pedindo donativos para a mesma.

Atualmente, o “Maio” é representado sob a forma de bonecos, enchidos por palha, trapos velhos ou jornais. Colocados no dia 1 de Maio junto às casas ou nas suas imediações, têm como objetivo a crítica social e a representação da vida quotidiana. No dia 1 de Maio, nas ruas da aldeia de Estoi, entre outras localidades algarvias, a cada porta, encontramos um cenário, onde a sátira social é representada com criatividade e humor. Nalgumas portas a mesa posta com aguardente e figos secos convidam a “atacar o Maio”.

A representação dos Maios, nalguns casos, é feita por pessoas “Maios vivos”. A Mais Algarve, andou por ai, à procura dos Maios e mesmo na cidade, eles marcaram a sua presença neste dia 01 de Maiso de 2022, tb dia da Mãe e Internacional do Trabalhador.