São Brás de Alportel | Museu do Traje é agora um “Museu para todos”

0
101
MuseuTraje1

O Museu do Traje oferece aos seus visitantes um jardim sensorial com circulação de água e identificação de espécies com placas com leitura braille, um mini laboratório acessível ligado à atividade corticeira, uma parede tátil na sala da cortiça, folhetos em braille, réplicas em miniatura das charretes em exposição no jardim do museu e uma aplicação áudio e vídeo para telemóveis que fará uma visita inclusiva e guiada em quatro idiomas são algumas das novidades que estarão disponíveis às mais de 40 mil pessoas que anualmente visitam e usufruem deste Museu que é um verdadeiro ex-líbris cultural de São Brás de Alportel e do Algarve

O Dia Internacional dos Museus foi assinalado em São Brás de Alportel com a inauguração do Projeto “Um Museu para Todos”, desenvolvido no Museu do Traje de São Brás de Alportel, ao abrigo da linha “Turismo Acessível, do Programa “Valorizar” do Turismo de Portugal.

A cerimónia foi presidida pela Srª Secretária de Estado da Inclusão, Dr.ª Ana Sofia Antunes, e contou com representante do Turismo de Portugal, Presidente da Região de Turismo do Algarve, Presidente do Instituto Nacional de Reabilitação, uma comitiva da Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO), o Presidente da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Algarve e elementos da sua equipa; a Diretora Regional de Cultura do Algarve e a Diretora Regional da Segurança Social.

A visita aos vários espaços do Museu do Traje permitiu dar a conhecer as exposições patentes assim como as diversas adaptações e novidades introduzidas no Museu no âmbito deste projeto diferenciador que vem enriquecer a área turística e patrimonial do concelho de São Brás de Alportel.

O projeto que incluiu a eliminação de barreiras arquitetónicas, a criação de espaços de experimentação, a correção de pavimentos e a disponibilização de informação acessível contou com um investimento total na ordem dos 152 mil euros, concretizada com o apoio do Município de São Brás de Alportel e um financiamento do Turismo de Portugal, através da linha de Apoio ao Turismo Acessível: Valorizar.

Na sua intervenção, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de São Brás de Alportel, Júlio Pereira, explicou que o Museu do Traje tem sabido afirmar-se na e para a comunidade acolhendo mais de 30 grupos dedicados a diversas iniciativas e áreas artísticas e culturais.

Mas essa afirmação resulta também de um trabalho constante em que o Museu se tem reinventado e adaptado como é o caso desta nova fase do “Museu para todos” que sublinha estar em plena harmonia com a missão da Santa Casa.

“A visita a um museu é sempre enriquecedora e queríamos que fosse assim para todos”, frisou.

“É bom ver esta casa repleta de atividade. Queremos ver nos museus espaços dinâmicos como este”, salientou a Secretária de Estado da Inclusão na sua intervenção. Recordando a sua primeira visita a São Brás de Alportel em 2016 durante a inauguração da primeira fase da rede de percursos pedonais, Ana Sofia Antunes mostrou-se satisfeita com o percurso percorrido deste então, inclusivamente com recurso a financiamentos que permitiram entre outras medidas adequar os serviços públicos às necessidades de todos os utentes.

“É uma honra perceber que de uma linha de apoio que lançámos (…) surgem projetos como este”, comentou acrescentando que o objetivo é dar dignidade às pessoas e criar acessibilidade para todos em qualquer contexto. Uma missão nacional que é concretizada em cada projeto, em cada região e em cada concelho.

“A promoção da acessibilidade para todos constitui um eixo prioritário na estratégia do Município, presente em todas áreas e projetos… não é já uma dimensão, mas uma forma de agir num trabalho contínuo“, afirmou o presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro que admite que esta é uma área de trabalho contínuo em que “a primeira barreira a ultrapassar é a mudança de mentalidades“.

“Pensar o turismo é pensar nas acessibilidades, nas condições que oferecemos aos nossos visitantes para que possam usufruir do nosso território de forma plena”, acrescentou concluindo que esta é uma jornada que São Brás de Alportel abraçou e em que  Vitor Guerreiro espera que o concelho possa ser referência consolidada na área do turismo acessível.

Satisfeita com a implementação do projeto que o Turismo de Portugal apoiou, a sua representante Helena Ribeiro disse que muitos aspetos e boas práticas que tornam este museu único serão divulgadas pelo Turismo de Portugal.

Anatília Jara, representante da ACAPO Algarve mostrou-se satisfeita com o trabalho realizado e pretende trazer a este espaço mais utentes da associação. Admitindo que o trabalho na área das acessibilidades é contínuo, apresentou a disponibilidade da associação para colaborar com projetos nesta área.

A visita prosseguiu ainda até ao Centro de Artes e Ofícios de São Brás de Alportel onde a secretária de Estado teve oportunidade de comprovar os trabalhos de adaptação para a promoção da mobilidade e acessibilidade realizadas no Posto Municipal de Informação Turística e uma visita à Santa Casa da Misericórdia que deu a conhecer o projeto inovador na área do apoio domiciliário a idosos “Apoio COmVIDa”.

CM SBA

MuseuTraje1MuseuTraje2MuseuTraje3MuseuTraje4