Loulé | Dia Internacional dos Arquivos

0
138
DiaArquivos

A 9 de junho, celebra-se o Dia Internacional dos Arquivos e, em Loulé, o dia também será comemorado. Nesta quinta-feira, véspera de feriado, pelas 17h30, o Arquivo Municipal Professor Joaquim Romero Magalhães recebe a sessão de apresentação do Caderno do Arquivo nº 17, coordenado por Gonçalo Melo da Silva.

Trata-se de uma obra que publica o estudo de enquadramento e a transcrição dos livros de receita e despesa mais antigos da vila que chegaram até à atualidade. Estes documentos elencam as quantias recebidas e despendidas pelo concelho anualmente. Loulé conserva nove exemplares e é o segundo concelho do país com mais registos desta natureza, sendo apenas ultrapassado pelo Porto. Os livros de receita e despesa publicados foram elaborados entre 1375 e 1518, mas fazem referência a anos anteriores, como o de 1348. Esta é a única série portuguesa que conserva livros de contas do século XIV e os mais antigos que chegaram até à atualidade.

Gonçalo Silva é investigador no Instituto de Estudos Medievais da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, desde 2009, onde é coinvestigador responsável pelo Projeto ”Pensar em grande sobre as pequenas vilas de fronteira: Alto Alentejo e Alta Extremadura leonesa (séculos XIII – XVI)”, financiado pela FCT.

Licenciou-se em História, em 2010, e obteve o seu Mestrado em História – Área de Especialização História Medieval, Doutoramento em História – Área de Especialização História Medieval e Doutoramento Europeu, também na Universidade Nova de Lisboa. A sua tese de doutoramento incidiu sobre as vilas e cidades portuárias do Algarve entre 1249 e 1521. As suas áreas de interesse são história medieval, história marítima, história urbana e história religiosa, assim como as humanidades digitais e comunicação de ciência. Atualmente integra vários projetos nacionais e internacionais.

CM LouléDiaArquivos