LPN | Programa Mares Circulares recolhe 6,5 toneladas de resíduos

0
167

Em apenas 4 anos de atividade em Portugal, o programa Mares Circulares, promovido pela Coca-cola Europacific Partners e coordenado em Portugal pela Liga para a Protecção da Natureza (LPN), já permitiu retirar das praias e zonas húmidas portuguesas 6,5 toneladas de resíduos. Com foco na literacia para os oceanos e em vigor desde 2018, o impacto do programa faz-se sentir muito além do peso de lixo recolhido e da remoção dos seus efeitos nos ecossistemas. Graças às ações de formação e sensibilização concebidas e implementadas pela LPN desde 2019, foram já envolvidas mais de 9 mil pessoas de 30 municípios, que se tornam parte ativa do combate a este problema.

Num total de 70 ações de intervenção nas praias, o programa mobilizou comunidades escolares, empresariais e locais para uma primeira vertente pedagógica, de enraizamento da origem e soluções para o problema da poluição dos oceanos, seguida de um desafio prático em areais e margens de Norte a Sul do país. Destas ações, parte decorre nas 11 praias sinalizadas para uma monitorização bianual que responde aos parâmetros definidos pela Convenção para a Protecção do Meio Marinho do Atlântico Nordeste (OSPAR). O plástico recolhido (PET) serve ainda de base a estudos de reincorporação em novos materiais e embalagens, entrando para a cadeia de valor, numa ótica de economia circular. Esta visão, de arranjar novos rumos, funções e atributos para plásticos aparentemente inúteis, tem sido concretizada através do financiamento a projetos inovadores. A nível ibérico, já foram apoiados 12 estudos científicos e quatro Start-Ups que desenvolvem tecnologias inovadoras para fazer face a este problema. O programa Mares Circulares e a LPN são ainda responsáveis pelo primeiro trabalho académico inteiramente dedicado à literacia para os oceanos, desenvolvido em parceria com a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

O envolvimento das comunidades escolares neste programa tem permitido trabalhar estes conceitos com maior antecedência e frequência. A sensibilização e formação ambiental nas escolas têm um papel ativo na promoção de jovens mais conscientes e ativos na promoção duma economia circular e duma alteração nos hábitos e comportamentos de cada um para poder reduzir a produção de resíduos. Em Portugal, o Mares Circulares conta com o apoio da Escola Azul – iniciativa promovida pelo anterior Ministério do Mar – na promoção do “Concurso Mares Circulares para Escolas” junto de alunos do 3º ciclo e secundário.

Em Portugal o Mares Circulares conta ainda com o Observatório do Mar dos Açores (OMA), uma associação técnica, científica e cultural, sem fins lucrativos, que trabalha em coordenação com a Asociación Vertidos Cero para uma boa implementação do projeto de recolha de resíduos por embarcações no Porto da Horta, com principal enfoque na sensibilização da comunidade piscatória.

A solução para a preservação dos oceanos e para a redução do lixo marinho está na consciencialização e na responsabilização de todos os atores, incluindo cada um de nós.

Para mais informações: www.lpn.pt | Página do projeto disponível em https://www.lpn.pt/pt/cidadania-ambiental/mares-circulares.

LPN