SB de Alportel | Música e Desporto marcam celebrações do Dia de Portugal

0
239
DiaPortugalSBA2

O Município de São Brás de Alportel assinalou o Dia de Portugal, 10 de junho, com as cerimónias protocolares de Hastear da Bandeira e a inauguração do Campo Municipal Afre Lourenço.

O executivo municipal, o presidente da Assembleia Municipal e diversos representantes das forças vivas do concelho marcaram presença na cerimónia de hastear da bandeira que contou com a colaboração da corporação dos Bombeiros Voluntários de São Brás de Alportel e da Banda Filarmónica de São Brás de Alportel que, no dia do seu aniversário, entoou o Hino Nacional no Centro Histórico da vila.

Este foi também dia de festa para a União Desportiva e Recreativa Sambrasense que assinalou o seu 52.º aniversário com a apresentação oficial do hino do Clube e entrega de medalhas a sócios do clube com mais de 50 anos de associados. Uma homenagem que havia sido adiada pela pandemia desde 2020, ano em que a associação alcançou as bodas de ouro.

A inauguração do novo campo municipal sintético, que tem como patrono Afre Lourenço marcou este dia. Projeto que orçou em 148.114,47 euros e resultou de uma parceria entre o Município de São Brás de Alportel, que investiu perto de 100.000,00 euros nesta obra, e a União Desportiva e Recreativa Sambrasense, com o apoio do Programa de Reabilitação de Infraestruturas Desportivas (PRID), mediante a Direção Regional do Algarve do Instituto Português da Juventude e do Desporto.

Importa recordar que a União Desportiva e Recreativa Sambrasense nasceu em 1970, fruto da fusão de três clubes da terra: Clube Primeiro de Dezembro, Desportivo e Unidos, do qual o Mestre Afre foi ferrenho adepto e colaborador.

A atribuição do nome de patrono ao novo Campo Municipal Afre Lourenço foi aprovada por unanimidade pelo executivo municipal e formalizada no dia 1 de junho deste ano, nas cerimónias solenes do Dia do Município de São Brás de Alportel, pretende homenagear o enorme entusiasmo e empenho deste são-brasense na promoção do futebol no concelho e cujo trabalho colhe frutos ainda nos dias de hoje.

O momento do descerrar da placa inaugural ficou marcado pela presença da família de Afre Lourenço, nomeadamente os seus filhos e também três dos seus netos e quartro dos seus bisnetos. Este são-brasense agora imortalizado na história do concelho foi descrito pelo neto, Paulo Santos, como um avô especial que foi “jovem até ao fim” e ativo nas atividades do concelho.

Dirigindo-se aos presentes, o presidente da Câmara Municipal de São Brás de Alportel, Vitor Guerreiro, afirmou que Afre Lourenço marcou toda uma geração são-brasense e que a sua dedicação à promoção do desporto continua a dar frutos nos dias de hoje. “Temos de sonhar o que queremos para o nosso futuro e para o futuro dos nossos filhos e netos”, disse apontando que é nesse sentido que o Município trabalha, ou seja, trabalha para concretizar sonhos de futuro que permitam construir uma sociedade diversa e próspera.

Esse trabalho de construção de um presente e de um futuro melhores passa também pelo olhar atento do Município em todas as áreas, entre as quais o desporto, onde o trabalho de manutenção e requalificação dos equipamentos desportivos é permanente e exigente, requerendo uma gestão rigorosa e atenta acompanhada sempre que possível pela perspicácia para agarrar oportunidades e capacidade de reivindicação para captar sempre mais e melhor para São Brás de Alportel.

Presente na cerimónia, o presidente da Associação de Futebol do Algarve, Reinaldo Teixeira, lembrou os tempos em que jogou no Camp Sousa Uva, pelas cores de Salir, e confessou sentir no concelho uma forte vontade de criar melhores condições para a prática desportiva e que os fundadores da União Desportiva e Recreativa Sambrasense têm motivos de orgulho nas gerações que os seguiram.

Também o Diretor Regional do Instituto Português do Desporto e da Juventude, Custódio Moreno, numa intervenção inspiradora,  se dirigiu a todos os presentes afirmando que o desporto deve ser veículo da paz e que a junção de três clubes rivais são-brasenses para a criação de um clube maior em 1970 demonstra uma visão maior dos dirigentes associativos, um exemplo para a região de como a união pode superar as rivalidades.

Uma união que disse sentir em São Brás através do trabalho conjunto entre o Município e a massa associativa. União que percebe também quando, todos os anos, recebe várias candidaturas são-brasenses aos apoios do PRID e que têm vindo a colher frutos, sendo o mais recente o Campo Municipal Sintético agora inaugurado.

O campo que vai ser coordenado pela União Desportiva e Recreativa Sambrasense, fruto de protocolo firmado com o Município. Sem esconder a satisfação por ver este sonho concretizado, o presidente da direção, Joaquim João, sublinhou que estão agora reunidas melhores condições para a prática do futebol no concelho e para afirmar ainda mais São Brás de Alportel no panorama futebolístico regional e, desejavelmente, a nível nacional.

CM SBADiaPortugalSBA2DiaPortugalSBA3DiaPortugalSBA4DiaPortugalSBA5