Centros MAR Shopping | Rastreio à Visão e ação de sensibilização sobre Fibromialgia

0
108
RastreioFibromialgia1

Em junho, o MAR Shopping Algarve recebe um rastreio ocular e o MAR Shopping Matosinhos recebe uma ação de sensibilização e uma palestra sobre Fibromialgia, desenvolvidas pela Myos – Associação Nacional contra a Fibromialgia e Síndrome de Fadiga Crónica.

Os centros comerciais MAR Shopping continuam assim a disponibilizar todos os meses rastreios de saúde e relaxamento gratuitos com o objetivo de sensibilizar as comunidades em que estão inseridos para a importância da deteção precoce de indicadores de saúde que careçam de acompanhamento médico, bem como aconselhar para boas práticas em matérias de saúde e bem-estar.

As ações de sensibilização de junho terão lugar no último fim de semana do mês, dias 25 e 26 de junho, entre as 11h00 e as 19h00. No MAR Shopping Algarve, os visitantes poderão aceder à iniciativa junto à Farmácia e Clínica HPA (piso 0) e, no MAR Shopping Matosinhos, no piso -1 (junto à Re-food). O acesso funcionará por ordem de chegada. Os visitantes poderão ter acesso à agenda detalhada dos dois centros no seu website oficial.

No MAR Shopping Algarve, a Opticália by Alberto Oculista será responsável pela monitorização à condição visual dos participantes.

Fibromialgia afetará 2% a 5% da população adulta

Por sua vez, o MAR Shopping Matosinhos recebe a Myos – Associação Nacional contra a Fibromialgia e Síndrome de Fadiga Crónica, que desenvolverá uma ação de sensibilização sobre Fibromialgia, bem como uma palestra sobre a doença, orientada pelo presidente da direção da Myos, Ricardo de Sousa Fonseca, a qual terá lugar no dia 25 de junho, às 15h00.

A Fibromialgia é uma doença crónica caraterizada por dor músculo-esquelética generalizada e difusa, fadiga extrema, com perturbações de sono, perturbações cognitivas, entre outros sintomas. Apesar de a Fibromialgia poder apresentar-se de uma forma extremamente dolorosa e incapacitante, afetando a qualidade de vida do doente, não causa deformação nem reduz a esperança de vida. As queixas da Fibromialgia variam de doente para doente e podem ser ligeiras ou graves, definindo assim um espectro funcional que vai do mero incómodo até à incapacidade para manter um emprego remunerado, as atividades domésticas ou mesmo para desfrutar do convívio com a família e com os amigos, o que torna a doença heterogénea nas suas manifestações.

É uma síndrome que gera alguma incompreensão, por ainda não se conhecer muito bem as causas que estão na sua origem e não haver alterações detetáveis nos exames laboratoriais,  nem nos exames complementares de diagnóstico para diagnosticar, sendo o mesmo feito mediante o historial clínico do doente e exclusão de outras doenças.

Esta doença afeta homens, mulheres e crianças de todas as idades, etnias, estatutos. Estima-se que afete, mundialmente, cerca de 2% a 5% da população adulta, dependendo dos países, em que 80% a 90% são mulheres entre os 20 e os 50 anos. Em Portugal, segundo um estudo da EpiReuma, estima-se que afete 1,7% da população, com predomínio nas mulheres acima dos 40 anos, sendo que outro estudo estima uma prevalência de 3,6% de casos de fibromialgia. Existem ainda muitos casos que não estão diagnosticados, sendo que muitos doentes vivem com indeterminação de diagnóstico durante muito tempo.

A agenda de rastreios manter-se-á ao longo do ano 2022 e os interessados encontram-na disponível e sempre atualizada no website dos centros MAR Shopping:

www.marshopping.com

PureRastreioFibromialgia1RastreioFibriomialgia