PlasticAttackFaro – PlasticAttackPortugal

0
238

Alguma vez sentiste-te culpado por comprar muita embalagem plástica? Então, junta-te ao movimento PlasticAttackPortugal tira uma foto e pede às empresas para mudarem ou boicota-as!

A próxima ação de #PlasticAttack será no dia 25 de junho, em duas cidades portuguesas (Faro e Lisboa)
● Faro – 11h30 – PingoDoce (Av. de Roma 13 15 e 17, 1000-261 Lisboa)
● Lisboa – 11hs – Continente e GoNatural (Avenida de Roma)

Em julho voltaremos com mais cidades envolvidas (data a definir) Mais informações: facebook.com/pg/Linked.Green/events/

Vários supermercados a operar no país demonstram ter preocupações sobre o problema do excesso de plásticos nos seus produtos. Mas será? Um grupo de cidadãos juntou-se e foi à procura de produtos que claramente têm excesso de plástico nas suas embalagens e aborda este problema com os retalhistas. É o chamado Plastic Attack.

O que é um #PlasticAttack?
Essa ação começou em 2018 em uma cidade pequena perto de Bristol, na Inglaterra e se espalhou pelo mundo até Lisboa: consiste em realizar uma compra normal em um supermercado sendo que, após o pagamento, os produtos que estão embalados em plásticos ultraleves como os sacos de frutas e pães, filmes e cuvetes de esferovite, são desembalados e colocados em sacos ou potes reutilizáveis e todas as
embalagens plásticas são devolvidas à loja juntamente com uma carta de sugestões.

Qual é o objetivo?
Mostrar aos consumidores o impacto que as embalagens plásticas descartáveis, desnecessárias e não recicláveis, representam em suas compras e que poderiam ser evitadas através de opções proporcionadas pelo supermercado. Quanto mais pessoas comparecerem, maior será o impacto visual do lixo plástico que geramos coletivamente. Além de criar consciencialização aos que estão à nossa volta e também aos funcionários.

Ao final da ação, uma carta é entregue ao gerente da loja para encaminhar ao departamento de sustentabilidade do supermercado para antecipar a retirada de sacos plásticos ultraleves e cuvetes de esferovite muito antes de 2023 quando será obrigatório, além de sugestões para redução dos plásticos, reutilização, adoção de produtos e embalagens plásticas que sejam 100% facilmente recicláveis ou a substituição por materiais compostáveis em temperatura ambiente (OK Home Compost).

“O plástico é um material formidável quando utilizado em bens duráveis: infelizmente a grande maioria dos alimentos vem embalados em plásticos que não são recicláveis. Existe a falsa impressão que a recolha seletiva é eficiente, mas apenas 9% é realmente reciclado
mundialmente: o restante é incinerado ou enviado à aterros que poluem o meio ambiente marinho de plásticos e microplásticos. Acredito que cada um de nós pode fazer a diferença ao escolher o que comprar, mas serão as grandes corporações a reduzir a poluição de plásticos
em curto prazo!” Carla Martins Arguello – idealizadora do projeto Linked.Green.

A ação também conta com o suporte da Circular Economy Club, uma rede de clubes internacional, organizada por voluntários, que desejam promover a economia circular nas suas cidades. Nesta nova edição do Plastic Attack, o CEC Lisboa e o LinkedGreen estão a organizar
ações conjuntas em diversos supermercados para sensibilizar os consumidores sobre o excesso de plástico nas embalagens de marca própria!

Para saberes mais informações consulta as redes sociais do LinkedGreen e do CECLisboa.

Mais informações

  1. https://cisn.co/31MGpIN
  2. .https://www.deco.proteste.pt/familia-consumo/orcamento-familiar/noticias/quer-ajudar-a-reduzir-o-plastico-participe-ne
    stasiniciativas
  3. https://plasticattack.co.uk/what-is-a-plastic-attack/
  4. Em Abril de 2018 realizou-se um Plastic Attack pela primeira vez em Portugal https://youtu.be/EB1UqA7kUdw
  5. https://www.publico.pt/2019/09/02/p3/noticia/leis-proibem-sacos-plastico-fruta-louca-plastico-publicadas-hoje-1885225

CM