Surf – Frederico Morais e Teresa Bonvalot vencem o Allianz Ribeira Grande Pro

0
148

– Teresa junta vitória na etapa do título nacional;

– Kikas entra nas contas da luta pelo campeão masculino;

– Guilherme Ribeiro é o novo líder da licra amarela Go Chill;

– Guilherme Fonseca e Teresa Bonvalot vencem Allianz Triple Crown.

Frederico Morais e Teresa Bonvalot conquistaram, este domingo, o triunfo no Allianz Ribeira Grande Pro, quarta e penúltima etapa da Liga MEO Surf 2022, a primeira divisão do surf nacional. Uma jornada de muitas decisões e emoções ao rubro, com Teresa a juntar a vitória na etapa ao título nacional feminino, que tinha conseguido de forma antecipada. No lado masculino o equilíbrio foi maior, mas com o triunfo na prova açoriana Kikas entrou nas contas pelo título nacional, que será decidido na etapa final da Liga MEO Surf 2022, em Peniche.

A ação arrancou cedo na praia do Areal de Santa Bárbara, com o mar a oferecer condições de muito potencial. Algo que foi aproveitado por Teresa Bonvalot para começar a construir a “galeria de troféus” com que terminou o dia. Já depois de Camilla Kemp e Carolina Mendes terem garantido vagas nas meias-finais, foi a vez de Teresa dominar o heat 2, com Maria Salgado a passar na segunda posição. Um desfecho que garantiu logo aí a vitória de Teresa Bonvalot na Allianz Triple Crown feminina.

Depois disso, entrou na água a prova masculina, com os quartos-de-final a oferecerem muito equilíbrio. No primeiro heat Tomás Fernandes superou Pedro Coelho e marcou encontro com Guilherme Fonseca nas meias-finais, depois de este vencer o heat 2 frente a Arran Strong. Na segunda metade do quadro competitivo, Frederico Morais foi mais forte que o júnior Martim Nunes, com a última bateria a ter um triunfo de Eduardo Fernandes frente a Guilherme Ribeiro. Algo que deixava as contas da Allianz Triple Crown à mercê de três dos quatro semifinalistas, nomeadamente Tomás Fernandes, Guilherme Fonseca e Eduardo Fernandes.

A prova feminina regressou à água para uma fase determinante, com o primeiro heat a oferecer uma grande surpresa. A júnior Maria Salgado, de 15 anos, exibiu-se em grande forma e obteve uma reviravolta já perto do fim frente a Camilla Kemp, conseguindo a primeira final da carreira na Liga MEO Surf. Restava saber quem era a outra finalista, sendo que se Teresa Bonvalot superasse as meias-finais garantia automaticamente o título nacional.

Teresa teve pela frente Carolina Mendes, uma das principais adversárias nas contas pelo título, mas nem isso perturbou a caminhada triunfante da surfista de Cascais. Teresa Bonvalot dominou o heat do início ao fim e brindou as centenas de pessoas presentes na praia com uma performance de nível internacional. Com 18,75 pontos, Teresa conseguiu nessa bateria o melhor score da etapa, além de fazer duas das melhores ondas do campeonato. Mas mais estava por vir.

Pelo meio houve lugar às meias-finais masculinas, onde Guilherme Fonseca superou Tomás Fernandes numa luta direta pelas contas em disputa. Com a passagem à final, Gui ficava a precisar de um triunfo para carimbar a vitória na Allianz Triple Crown e também a liderança do ranking masculino. Na outra meia-final, Frederico Morais superou Eduardo Fernandes e tornava-se na grande esperança do já eliminado Guilherme Ribeiro para ainda ser ele a sair por cima nas contas finais do ranking e Allianz Triple Crown.

Ao início da tarde foi para a água a final feminina, onde Teresa Bonvalot usou toda a experiência para vencer confortavelmente Maria Salgado, com 17,80 pontos contra 6,65 da jovem surfista de Santa Cruz. Além disso, Teresa conseguiu ainda a melhor onda de toda a etapa, com 9,75 pontos, mesmo a roçar a perfeição. Ao título nacional e da Allianz Triple Crown, Teresa Bonvalot juntou ainda a vitória na etapa, além de ter arrecadado os vários sub-troféus em disputa.

“Estou muito feliz por estas conquistas”, começou por frisar Teresa Bonvalot. “Senti-me super bem com as condições de mar que estavam. Penso que era impossível terminar a etapa com melhores condições que estas. Tentei divertir-me ao máximo, colocar tudo em cada onda e saio muito contente com o surf que mostrei. Foi uma viagem muito positiva, com um grupo muito unido e são essas memórias que ficam. É isso que me leva a querer fazer mais e melhor”, sublinhou a nova campeã nacional, que sucede a Kika Veselko e que, além do quarto título da carreira, sai dos Açores com a 24.ª vitória em etapas na Liga MEO Surf.

Na final masculina foi Frederico Morais a começar mais forte, mas Guilherme Fonseca equilibrou rapidamente a disputa. Ainda assim, a experiência de Frederico serviu para conservar o triunfo neste Allianz Ribeira Grande Pro, com 15,35 pontos, contra 14,65 do adversário. Um desfecho que colocou Frederico Morais nas contas do título nacional, que apenas será decidido na última etapa, em Peniche.

“Todas as vitórias são especiais, mas vencer aqui é muito especial”, começou por dizer Frederico. “Sou ultra competitivo, adoro ganhar e ter heats como foram quase todos neste evento. Depois de ter vencido aqui nos Açores a primeira etapa da carreira no circuito nacional, em 2019, voltar e ganhar outra vez tem esse toque especial. Adoro os Açores, é uma terra lindíssima, onde somos sempre bem recebidos, tanto pelas pessoas como pelo mar”, vincou Kikas, que venceu a 15:º etapa da carreira no circuito nacional, tendo sido a primeira, precisamente, nos Açores, em 2009, na última vez que o circuito aqui tinha passado.

A vitória de Kikas em Ribeira Grande permitiu, igualmente, a Guilherme Ribeiro assegurar a licra amarela Go Chill da liderança do ranking nacional masculino. No entanto, deixou as contas da Allianz Triple Crown masculinas embrulhadas, com Guilherme Ribeira e Guilherme Fonseca empatados e a necessitarem de disputar um inédito surf off. Nesse heat de desempate foi Guilherme Fonseca a vencer Guilherme Ribeiro, conseguindo o primeiro triunfo da carreira na Allianz Triple Crown.   

A Liga MEO Surf 2022 regressa, agora, de 11 a 13 de Novembro com o Bom Petisco Peniche Pro, a quinta e última etapa da temporada. É aí que se vai decidir o título nacional masculino. Uma luta onde Guilherme Ribeiro sai na frente, mas ainda com vários surfistas na luta, entre eles Frederico Morais e o campeão em título Vasco Ribeiro.

Quadro de resultados – Clique aqui

ANSurfistas