DECO Proteste | Reclamações 1º semestre 2022

0
1200
DECO-Logotipo

A DECO PROTESTE, organização de defesa do consumidor, recebeu 144 452 reclamações entre janeiro e junho de 2022. Os setores das Comunicações Eletrónicas, Bens de Consumo e Serviços Financeiros estão no topo da lista de queixas dos portugueses, que mantêm a preferência pelo contacto telefónico (100 926), apesar da organização apelar à utilização da Plataforma Reclamar como o meio mais eficaz na resolução das queixas dos consumidores.

No fim de 2021, o balanço da organização portuguesa de defesa do consumidor listava a TAP, a MEDICARE e os CTT no topo das empresas mais reclamadas. Contudo, nos primeiros seis meses de 2022, a MEO, a NOS e a Vodafone tomaram os lugares do pódio de queixas realizadas pelos consumidores nacionais nos três canais da DECO PROTESTE (telefone, email e Plataforma Reclamar).

Rita Rodrigues, Responsável pelas Relações Institucionais da DECO PROTESTE explica que “após um período de confinamento, com limitações concretas para o setor do turismo, as queixas sobre as companhias aéreas estabilizaram. Contudo, segundo a Plataforma Reclamar – o canal mais eficaz na exposição de queixas do consumidor -, a TAP mantém-se como a companhia mais reclamada (472 queixas), para além das situações reportadas por telefone e email que totalizam as 356 queixas. A retoma à normalidade é notada por este balanço semestral que aponta os setores comummente mais reclamados.” Rita Rodrigues acrescenta ainda que “A Plataforma Reclamar da DECO PROTESTE permite aos consumidores solicitar ajuda na resolução de situações de conflito com vendedores, distribuidores, cobradores, prestadores de serviços, entidades públicas e privadas, pelo que deve ser o canal privilegiado para realizarem as suas exposições.”

Através da Plataforma Reclamar, nos seis primeiros meses do ano, a organização de defesa do consumidor intermediou mais de 3 135 casos. Tendo em conta o caráter público das queixas realizadas na mesma, é de realçar a agilidade das empresas, que por iniciativa própria, respondem num período médio de cinco dias.

Segundo os dados apurados pela Plataforma Reclamar, telefone e email da DECO PROTESTE, as queixas referentes ao setor das Comunicações Eletrónicas dizem respeito, na sua maioria, a dificuldades na mudança de prestador de serviços e a problemas com a internet, sendo as empresas mais visadas a MEO, NOS e VODAFONE.

Por sua vez, no caso do setor de Bens de Consumo, a maior parte das queixas reportadas dizem respeito à falta ou atraso na entrega de bens. As marcas WORTEN, FNAC e GTECH são as mais destacadas.

Sobre os Serviços Financeiros, os portugueses relatam questões relacionadas com comissões bancárias, transparência dos produtos financeiros e contratos bancários, sendo que a CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, o SANTANDER e o NOVO BANCO completam o top 3 das entidades mencionadas.

Rita Rodrigues, Responsável pelas Relações Institucionais da DECO PROTESTE alerta que “é aconselhável que os consumidores escolham expor as suas reclamações por escrito, uma vez que, segundo a nossa experiência, as reclamações quando tornadas públicas e expostas online, têm um maior impacto e taxa de resolução, daí que seja notada uma procura crescente pela Plataforma Reclamar, tendo em conta que a média de resolução do problema entre o consumidor e a entidade em questão se tem situado, em média, nos cinco dias após a publicação da ocorrência”.

Saiba mais em Corporate | DECO PROTESTE

BCW

DECOProteste