Filme DENTRE de Joaquim Pavão no Festival MED

0
1050

Loulé recebe este sábado o filme-concerto “DENTRE”, o novo projecto do realizador e compositor Joaquim Pavão, integrado na Festival Med 2022, que, na sua 18ª edição, promete “um cartaz musical de excelência, aliado a um programa cultural eclético onde cabem manifestações artísticas como Cinema, Literatura, Teatro, Artes Plásticas sem esquecer o Artesanato e a Gastronomia  (…) “.

O filme aborda a questão da violência, não na sua dimensão física mas uma violência psicológica e emocional latente no nosso dia-a-dia. Como nos explica o realizador, “é um filme que tenta mostrar o indivíduo na sua condição de pessoa que cumpre a pena do juízo dos outros. Vivemos numa sociedade “para fora” e esta sociedade impõe regras -que são aceites por todos- e ninguém discute a violência destas ideias” . Como exemplo, Joaquim Pavão fala-nos de uma certa hipocrisia perante os desafios da realidade; por forma a garantir a vivência em sociedade ou o sofrimento auto-infligido perante o desfasamento entre aspirações e realidade, mesmo se em virtude de pormenores aparentemente insignificantes.

São personagens representativas da violência e hipocrisia quotidianas, o filme aporta todas as virtudes a que o realizador já nos habituou: uma busca incessante por um olhar atípico, uma cinematografia dura mas fascinante, interpretações emocionalmente intensas, umas de enorme sobriedade outras verdadeiramente alucinantes mas sempre de uma impressionante entrega e veracidade. Não obstante, Joaquim Pavão espera  “que quem se sente a vê-lo diga, esta personagem sou eu, mas aquela também sou eu, e aquela também sou eu… e eu faço parte deste conjunto”. Por sua vez, o crítico de cinema Rui Pedro Tendinha, descreve “DENTRE” como “uma experiência que literalmente nos tira o tapete dos pés”.

“DENTRE”, cuja versão cinematográfica final está projetada para 2024, apresenta-se uma vez mais em formato cine concerto. Um diálogo entre três músicos e um registo cinematográfico. Joaquim Pavão, realizador e guitarrista, Xavier Marques, sintetizador fornecem as paredes mestras da banda sonora com que Isabel Pinto; co-argumentista, utiliza a sua enorme plasticidade vocal para encarnar uma narradora  histriónica, modelando cadência, volume e timbre ora em simbiose com a imagem projectada, ora tomando o centro do palco e foco performativo.

O elenco cinematográfico compõe-se de actores nacionais e internacionais:  Ângelo Castanheira, Constança Carvalho Homem, Eunice Correia, Igor Daniel, João Pamplona, Maria Gabi, Marta Bonito, Anouck Voisin , Aurora Campagnolo, Alvaro Lopez-Puigcerver Soler, Catherine Oliveira, Céline Manivel, Daria Kononenko, Dourthe Lucas, Dorotea Cicconcelli, Emma Roussel, Etienne Caillon, Francesco Stefanutti, Giuliano Arrighi, Irene Gómez Gràcia, Juliette Bousquet, Julia Poreba, Laura Barbosa Añón, Laia Serra Nicolas, Lídia Oms Riera, Liliana Santos , Léa Schweitzer, Michela Cerro, Marta Ortín López, Marco Russano, Marta Viani, Miguel Almeida, Sofia Esposito, Sofie Hulcová, Paula Alcobendas Bruno, Victor Aragones , Vítek Seidler, Zuzana Miková.

O cine-concerto a que Loulé irá assistir é uma versão única e irrepetível, uma vez que a cada apresentação se exibem novos trechos de um filme que está paralelamente em rodagem e edição. É no encontro entre músicos, projecção e público que se faz a prova dos materiais e se apura a forma daquele que será o objecto artístico final, a versão cinematográfica.

“DENTRE” terá início às 19h15 de dia 2 de Julho, sábado, no espaço de cinema do MED 2022, que funcionará na Rua do Município, junto ao edifício da Câmara de Loulé. O cine-concerto está classificado como M/16. A entrada é livre.

TS