Odiana | “Volta ao Monte” com mais de 36 mil km percorridos

0
173

Após um ano de caminhadas os números falam por si. São cinquenta milhões de passos e mais de trinta e seis mil km’s percorridos no total. A fase atual é de reavaliação do estado de saúde e qualidade de vida dos beneficiários.

O «VOLTA AO MONTE», projeto que está no terreno para atenuar a inatividade física, mental e o isolamento social dos idosos, acaba de celebrar um ano de caminhadas. Amédia de idades dos caminhantes é de 74 anos.

Revisto em números torna-se bastante elucidativo o impacto deste projeto: uma média de 2,5 km/dia por beneficiário, três localidades, nove percursos diferentes, doze meses de caminhada, quarenta e um seniores beneficiários. Acrescem ainda trinta e seis mil e quinhentos km’s e cinquenta milhões de passos percorridos pelo total dos idosos.

O primeiro ano de aniversário é também momento de reavaliação do estado geral de saúde e da qualidade de vida dos beneficiários. Neste sentido nos dias 28, 29 e 30 de junho foram desenvolvidos, pela Universidade do Algarve, testes de medição da composição corporal, avaliação da força muscular e estado cognitivo e mental. Esta reavaliação tem como objetivo efetuar uma primeira análise do impacto da atividade «caminhadas» no bem-estar dos beneficiários, sendo que os resultados serão divulgados no final do projeto.

Recorde que o «VOLTA AO MONTE», que recentemente arrecadou o Segundo Lugar no «Prémio de Boas Práticas 2022 Algarve Active Ageing», promove, até final de 2022, caminhadas regulares no interior serrano do concelho de Castro Marim, nas localidades de Alta Mora, Furnazinhas e Azinhal.

O projeto promovido pela Associação Odiana, conta com a parceria estratégica do Município de Castro Marim, enquanto investidor social, sendo cofinanciado no âmbito do Programa de Parcerias para o Impacto do Portugal Inovação Social, ao abrigo dos fundos comunitários do CRESC Algarve 2020.

Mais informação: AQUI

Ass Odiana