EPIS celebra 15º Aniversário

0
151

Em comemoração do seu 15.º aniversário, a EPIS – Empresários Pela Inclusão Social foi recebida pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na presença do Presidente Aníbal Cavaco Silva, fundador da associação, no Jardim da Cascata do Palácio de Belém, em Lisboa. No final da cerimónia, o Presidente da República condecorou o seu antecessor com o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique pelo trabalho desenvolvido ao serviço dos portugueses em prol da inclusão social.

No encontro estiveram presentes mais de 350 convidados, incluindo Associados e Parceiros da EPIS, alunos de norte a sul de Portugal, familiares de alunos, mediadores, diretores de escolas, professores e voluntários EPIS. Estiveram também 40 alunos de todo o país, reconhecidos pelo seu mérito académico e que foram acompanhados pela Associação durante o último ano letivo, que durante esta semana participam na edição anual do Boot Camp EPIS.

Há 15 anos que a EPIS atua na promoção do sucesso escolar em Portugal, ajudando a construir o futuro de crianças e jovens de todo o país. Quando iniciou atividade, em 2006, Portugal registava uma taxa de abandono escolar de 38,5%, com quatro em cada dez indivíduos entre os 18 e os 24 anos a não completarem o ensino secundário. Em 2021 este valor atingiu os 5,9%, revelador do esforço conjunto dos setores público e privado no combate ao abandono escolar.

Nesta década e meia, a Associação e os seus parceiros investiram 74 milhões de euros na mudança do paradigma do insucesso escolar em Portugal, apoiando mais de 70.000 crianças e jovens em risco – 40.000 através dos vários programas EPIS, 30.000 através de programas desenvolvidos com parceiros e através da atribuição de 572 Bolsas Sociais –, contando com a colaboração de 400 mediadores e mais de 4.000 voluntários, de norte a sul do país e nas ilhas. Atualmente, a EPIS mantém uma presença ativa junto de 9.263 alunos de todos os ciclos de escolaridade, em 265 escolas de 41 concelhos do continente e 4 ilhas dos Açores, com o apoio de 134 mediadores.

A EPIS é uma iniciativa da sociedade civil e o maior parceiro privado do Ministério da Educação, que procura dar resposta a problemas sociais graves, à exclusão social e à falta de igualdade de oportunidades para crianças e jovens. Este projeto, único em Portugal, recorre a metodologias próprias para promover o sucesso escolar, com plataformas informáticas que asseguram escalabilidade nacional e um modelo de expansão sustentável economicamente, em parceria com o Ministério da Educação, autarquias e empresas.

Para os próximos anos, a EPIS ambiciona estar mais perto dos que mais precisam e chegar mais longe, para ajudar mais e melhor, alunos e famílias em todo o país, num compromisso que vem reforçar a missão de terreno da associação, bem como o foco na capacitação dos jovens em todas as dimensões da vida, através de processos de mediação e avaliação de impacto.

Pretende-se continuar a garantir a igualdade de acesso a uma carreira escolar com sucesso – com especial atenção às comunidades imigrantes e de refugiados, rurais, piscatórias e do interior e às idades dos 3 aos 8 anos -, para atingirem, pelo menos, os 12 anos de escolaridade e, de modo crescente, a licenciatura e o mestrado, em parceria próxima com o Ministério da Educação, os Governos Regionais, as autarquias e as empresas. O objetivo passa também por capacitar crianças, jovens e suas famílias para o atingimento do seu máximo potencial individual e para a sua realização pessoal e profissional com pleno sentido e bem-estar. A Associação pretende continuar a trabalhar as vocações e as competências profissionais, de modo a potenciar a empregabilidade e a inserção profissional dos jovens a partir do 3.º Ciclo.

Dois novos programas arrancam já no próximo ano letivo: “Programa de educação para a saúde mental nas escolas”, em parceria com a Zurich Foundation e a Universidade de Coimbra; e “Mais longe”, programa piloto de capacitação de mães e pais para o aumento da qualificação das famílias mais vulneráveis, em parceria com a Junta de Freguesia de Pontinha e Famões (Odivelas). Até 2024, a EPIS pretende ainda disseminar o “Mapa Mundo”, programa para estimulação da curiosidade intelectual e cultura geral através da exposição dos alunos a experiências marcantes, a novos contextos e a diferentes profissões, lançado em 2021, em parceria com a Agrovete; e o “Dove – Eu confiante”, programa de promoção da autoconfiança e imagem corporal positiva em jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico, em parceria com a Unilever.

Consolidar o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido nos últimos anos letivos e construir novos horizontes de cobertura geográfica dos programas EPIS, e em parceria, em todo o país – continente, Açores e Madeira -, com uma base de apoio empresarial e institucional diversificada, com significativa representatividade social e distribuição geográfica em todo o país, são os desígnios da EPIS.

LPM