Lagos aderiu à Rede de Apoio ao Investidor da Diáspora

0
176

A Câmara Municipal de Lagos ratificou a decisão de adesão do município à Rede de Apoio ao Investidor da Diáspora (RAID). Coordenada pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, esta estrutura terá por missão ligar os serviços que, nas diferentes áreas da governação, incluindo entidades regionais, municípios e entidades do associativismo empresarial, apoiam o investimento da diáspora, garantindo um trabalho de parceria.

Esta ação está enquadrada no eixo de intervenção “Promoção, mobilização e redes” do Programa Nacional de Apoio ao Investimento da Diáspora (PNAID), aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 64/2020 de 18 de agosto, que visa conferir um acompanhamento mais sistematizado e institucional ao potencial estratégico das comunidades portuguesas residentes no estrangeiro.

Dirigido a emigrantes portugueses e a lusodescendentes que queiram investir ou alargar a sua atividade económica em Portugal, bem como a empresas nacionais que pretendam internacionalizar os seus negócios através da diáspora, o PNAID passa, por via da Rede agora criada, a ter, para além de balcões de atendimento a funcionar nos municípios aderentes (designados “Gabinetes de Apoio ao Emigrante”), também um “ponto focal” que assumirá a função de interlocução entre o município e a coordenação do PNAID, bem como com os investidores da diáspora e exportadores através da diáspora, tendo sido designada para este efeito, no município de Lagos, a vereadora Sandra Oliveira.

Merece recordar que o Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) de Lagos, criado recentemente, tem como principal objetivo o apoio aos cidadãos portugueses emigrados ou que já tenham regressado a Portugal, assim como aqueles que tenham como propósito iniciar um processo de migração. O GAE de Lagos está integrado no Gabinete do Munícipe, com atendimento gratuito personalizado a funcionar às quartas-feiras, das 9:00h às 17:00h, mediante marcação prévia.

Mais informações sobre o PNAID aqui.

CM Lagos