QS europeu – Kika Veselko e Guilherme Ribeiro campeões em Lacanau

0
157
Surf-Campeões-Lacanau

Kika Veselko e Guilherme Ribeiro conquistaram, este domingo, o triunfo no Lacanau Pro, terceira prova da temporada 2022/23 do QS europeu. Os jovens surfistas portugueses brilharam mais alto no dia final da prova gaulesa, terminando como campeões deste histórico evento do surf europeu. Esta foi a primeira vitória da carreira de ambos no circuito WQS da World Surf League.

Com três surfistas portugueses a disputarem o dia final em Lacanau, a ação retomou nas meias-finais masculinas. Guilherme Ribeiro foi, assim, o primeiro representante nacional a entrar na água, tendo pela frente um equilibrado duelo frente ao francês Gatien Delahaye. Gui começou mais forte e conseguiu rapidamente somar os 12,60 pontos com que terminou a bateria. Apesar da forte resposta de Delahaye na reta final, o triunfo já não escapou ao jovem surfista da Costa de Caparica.

Na final Guilherme Ribeiro teve pela frente um nome ainda mais complicado. Ainda assim, Gui não tremeu frente ao experiente francês Maxime Huscenot, atual campeão europeu em título. Naquela que foi a sua primeira grande performance a nível internacional, o jovem surfista português abriu a disputa novamente de forma contundente, terminando a final com 13,40 pontos, contra somente 10,20 de Huscenot.

No lado feminino a armada lusa tinha ainda duas representantes em jogo, com Kika Veselko e Carolina Mendes a enfrentarem-se nas meias-finais. Com a certeza que Portugal teria uma surfista na final, o duelo acabou por ser vencido por Kika, que somou 10,73 pontos, contra apenas 8,80 de Carol.

Na final, a campeã nacional de 2021 teve pela frente a francesa e grande sensação do evento Maelys Jouault. Apesar da juventude, Kika utilizou toda a experiência que já tem a nível internacional para carimbar um triunfo sem contestação, com 13,50 pontos, contra apenas 7 pontos da adversária.

Se do lado masculino este foi o primeiro grande resultado em vários meses por parte do surf nacional, a verdade é que do lado feminino foi a terceira vitória em outros tantos eventos na temporada. Um verdadeiro statement do surf nacional, ao vencer em casa dos grandes rivais franceses, que chegaram a este dia final com cinco surfistas ainda em jogo, mas que terminaram sem qualquer título.

Em termos de ranking, o triunfo de Guilherme Ribeiro catapultou-o para o 3.º posto, a apenas 150 pontos do líder, o francês Sam Piter. Gui fica bem destacado na luta pelo acesso às Challenger Series 2023, onde se discutem as vagas de entrada no circuito mundial, com o segundo melhor português a ser Afonso Antunes, que surge no 15.º posto.

Do lado feminino, o ranking é dominado pelas cores nacionais, com Kika Veselko a subir ao 2.º posto, ficando a 355 pontos da compatriota líder Yolanda Hopkins, que neste campeonato ficou pelo quartos-de-final. Destaque ainda para o facto de Carolina Mendes e Teresa Bonvalot surgirem no 9.º posto, sendo que Teresa apenas realizou um campeonato esta temporada, que venceu.

A próxima prova do QS europeu 2022/23 acontece já na próxima semana, novamente no sudoeste francês. Desta feita, será Anglet a receber um QS3000, a prova com maior pontuação até ao momento, depois de as três primeiras etapas terem sido apenas de estatuto QS1000.

Mais informações em www.ansurfistas.com e em www.worldsurfleague.com.

ANSurfistas