Edição especial Sou Quarteira “Ela por Ela” celebrou a Música no Feminino

0
112
Sou-Quarteira-1

O movimento “Sou Quarteira” celebrou ontem num dos mais importantes e genuínos bairros da cidade, o Bairro da Abelheira, a edição especial “Ela por Ela” que contou com uma programação exclusivamente dedicada às artistas femininas e que envolveu toda a comunidade local.

Esta edição de 2022, que encheu o Bairro da Abelheira, teve um cartaz 100% feminino, com concertos de Nenny, Kady, Nayela, Soluna, Éllàh, as Batukadeiras X, as artistas locais Alícia Rosa e Isa de Brito e da DJ San Farafina. Foi uma edição que pretendeu também sensibilizar para uma maior representatividade e presença de artistas femininas nos grandes cartazes de Festivais, não só nacionais como Europeus.

O Bairro da Abelheira foi o local escolhido para esta edição no âmbito dos 30 anos do Programa Especial de Realojamento, e cumpriu o grande objetivo de envolver toda a comunidade, as associações locais, numa experiência única e imersível. Todo o Bairro acolheu e recebeu de forma especial e multicultural, com muita música, comidas típicas de vários pontos da Lusofonia e negócios locais, todos os que com esta iniciativa vieram celebrar a diversidade cultural.

O movimento Sou Quarteira propôs-se a ajudar as futuras líderes de Quarteira a fortalecer a sua confiança e a amplificar a sua voz. Para além da música a programação contou também com uma área dedicada ao empoderamento feminino, com o “Programa de liderança Feminina”, direcionado às futuras gerações de Quarteira, através de um workshop feito em colaboração com as associações Girls For Girls Portugal e a Akredita em Ti. O programa ofereceu através de diferentes sessões um programa de impacto social direcionado a raparigas e jovens mulheres locais, reunindo experiências de líderes femininas e mentoras.

Criado por Naomi Guerreiro, Inês Oliveira, Dino D’Santiago e Miguel Jacinto, o Movimento Sou Quarteira em parceria com a Câmara Municipal de Loulé, procura a longo termo ter um impacto positivo na cidade tanto a nível social, cultural como económico. Pretende-se assim desencadear uma vaga de iniciativas, de confiança e de orgulho na cidade. Só através da diversificação destas ferramentas e experiências disponibilizadas será possível promover a dinâmica de colaboração e profissionalização do talento local. O movimento já deu e continua a dar voz a vários projetos: o Festival Sou Quarteira, a exposição e livro “Heróis”, o documentário #Sou365Dias, o Mural e um álbum “À Moda Quarteirense”. Este movimento apoiado pela Câmara Municipal de Loulé, que é fundamental para a viabilização do mesmo, acreditando na emancipação da arte como ferramenta sociocultural desde o início. 

De Quarteira ao Mundo, do Mundo a Quarteira.

RR

Sou-Quarteira-2