Português Filipe Farelo eleito presidente da Confederação Europeia de Ex-alunos Jesuítas

0
1072
Filipe-Farelo-Conf-Gesuítasjpg

O engenheiro Filipe Farelo, atual presidente da direção da associação dos antigos alunos do colégio S. João de Brito, foi eleito presidente da Confederação Europeia dos Ex-alunos dos Jesuítas (CEEAJ) nas eleições que se realizaram em Viena. O maltês Stephen Gatt, o único opositor neste ato eleitoral, acabou por retirar a candidatura e manifestar apoio a Filipe Farelo, mantendo-se no cargo de vice-presidente desta organização, no mandato 2022-2025. 

O engenheiro e gestor, que exerce atualmente funções de consultor na área da gestão Industrial da ADP Fertilizantes, concorreu a estas eleições com o slogan “More People for Others!”, com o objetivo de “fazer crescer a Confederação Europeia em número de entidades participativas”, assim como “reforçar a intervenção ativa na sociedade contribuindo para a construção de uma Europa mais humanista, social, justa e universal”. A candidatura contava com o apoio da maioria dos países que estão representados na direção da CEEAJ, entre os quais a Espanha, Suíça, Alemanha, Hungria, Áustria e Irlanda. 

Em Viena, no discurso que proferiu, após a eleição, Filipe Farelo manifestou-se honrado e agradecido pela oportunidade de liderar a instituição nos próximos três anos, mas sublinhou que esta é uma missão que vai assumir com consciência da enorme responsabilidade que o cargo implica. “Foi além de todos os meus sonhos e expectativas, desde que comecei esta jornada. No entanto, aceitei a minha nomeação como candidato à presidência com um único propósito: o de dar à CEEAJ a melhor direção possível, para que esta possa crescer e ser o centro europeu que todos queremos para todos os ex-alunos jesuítas”, afirmou. 

“Tudo o que faço e tudo o que farei será porque acredito, porque acho que é do interesse da CEEAJ e de todos os seus membros e, claro, de todos os ex-alunos jesuítas na Europa. Sou um homem de ação, um homem de trabalho, que coloca todo o seu empenho até na mais pequena ou insignificante tarefa porque creio que só assim estou a servir a Deus e a honrar a sua obra”, acrescentou Filipe Farelo.  

O presidente eleito aproveitou ainda para pedir o apoio de todos no cumprimento do seu mandado: “Posso trabalhar arduamente 24 horas por dia, mas, ainda assim, não conseguirei cumprir os meus objetivos sozinho. Para que eu possa cumprir a minha missão, terei de contar com a cooperação de todos os membros da direção, dos conselheiros e, claro, com o apoio de todos aqueles que gentilmente gostariam de participar no engrandecimento deste projeto”. 

A Companhia de Jesus, ou os “Jesuítas” como também é designada, é uma Ordem Religiosa da Igreja Católica com representação em mais de 120 países. A Confederação Europeia de Ex-alunos Jesuítas reúne ex-alunos de colégios e universidades jesuítas que vivem e trabalham na Europa com a missão de promover a dinâmica universal da educação jesuíta. 

No início de janeiro de 2017 havia no mundo 16.090 Jesuítas (11.574 sacerdotes, 1.133 irmãos, 2469 escolásticos e 734 noviços), distribuídos e organizados em 85 Províncias e Regiões jesuíticas com uma missão que não se circunscreve ao trabalho dos jesuítas, mas que é feita em estreita colaboração com leigos e comunidades. 

Nota Biográfica de Filipe Farelo 

Filipe Farelo, 49 anos, é licenciado em Engenharia Mecânica pelo Instituto Superior Técnico, onde frequentou também a primeira Pós-Graduação em Segurança, Higiene e Saúde no Trabalho realizada em Portugal em 1996. Concluiu em 2003 a parte escolar do Mestrado em Gestão e Estratégia Industrial pelo Instituto Superior de Economia e Gestão. 

Engenheiro e gestor exerce atualmente funções de consultor na área da gestão Industrial da ADP Fertilizantes, Unidade Fabril do Lavradio (empresa do Grupo Fertiberia) desde 2021. Entre 2017 e 2019 desempenhou funções de diretor das unidades de negócio de Indústria e Segurança Industrial na multinacional SGS Portugal, após 9 anos como diretor corporativo e de diferentes unidades de negócio em diversas empresas do Grupo Consulgal. 

Fundou e geriu também empresas próprias na área de formação, consultoria de gestão, contabilidade e engenharia onde foi consultor de empresas como: Galp, Gás de Portugal, Lusitaniagás, Lisboagás, Setgás, Corticeira Amorim, CIE Plasfil, Grupo Portucel/Soporcel, Vulcano/Bosch, Tamfelt, Continental/Mabor, Salvador Caetano, entre outras. 

Foi presidente da direção da associação dos antigos alunos do colégio S. João de Brito entre 1997 e 1999 função que voltou a assumir em 2021 e na qual se mantém. Entre 2015 e 2020 foi vogal da direção da associação dos antigos alunos do colégio S. João de Brito com os pelouros do desporto e relações externas. 

TR

Confederação-Gesuíutas-2022-25