“Magical Garden” distribuiu sorrisos por cerca de 50 crianças e jovens

0
521
Sorriso-Mágico-Porto

Foi com muita alegria, animação e expetativa que 48 crianças e jovens de três instituições de apoio social da cidade do Porto chegaram ao Jardim Botânico do Porto, para participarem na experiência imersiva e interativa Alice in Magical Garden.

A iniciativa, promovida pelo ateliê criativo OCUBO, decorreu no âmbito do Dia Mundial do Sorriso, sob o mote “Um Sorriso Mágico”, proporcionando aos utentes da AADID, da Asas de Ramalde e da Fundação Lar de Nossa Senhora do Livramento um momento de pura magia, descoberta e estimulação.

À chegada, pelas 19h30, foram recebidos por Fernando Paulo, Vereador da Educação e da Coesão Social da Câmara Municipal do Porto, Paulo Farinha Marques, Diretor do Jardim Botânico do Porto, Maria João Fonseca, Diretora da Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva da Universidade do Porto, e Inês Oliveira, Assistente de Produção da OCUBO. Após um momento inicial de convívio, parte das receitas obtidas no Dia Mundial do Sorriso foi atribuída às três instituições.

Segundo Inês Oliveira, “este é um dia importante para nós, em que podemos realmente levar sorrisos e alegria a estes jovens e crianças. O Alice in Magical Garden é um jardim encantado para todos, mas particularmente mágico para os mais pequenos, por isso alegra-nos muito levar esta experiência a ainda mais crianças e jovens da cidade que nos acolhe.”

Pelas 20h30, chegou o momento mais esperado: os jovens, na sua maioria com idades entre os 6 e os 16 anos, e, no caso da AADID, maiores de 18 anos, mergulharam diretamente no universo de Alice nos País das Maravilhas, tornando-se parte da icónica história de Lewis Carroll.

Partindo de um túnel imaginário, desenhado por lasers entre os arbustos do Jardim, percorreram um caminho de cerca de 1km, com 23 experiências sensoriais representativas de capítulos dos livros “Alice no País das Maravilhas” e “Alice do Outro Lado do Espelho”.

Além de Alice, também o Coelho Branco, o Gato Risonho, a Lagarta Azul e a Rainha de Copa, entre outras personagens, os acompanharam ao longo da experiência, onde puderam ser simultaneamente espectadores e parte da história. A meio do percurso, os mais novos foram surpreendidos por um momento interativo, onde puderam interagir diretamente com o Gato de Cheshire. O percurso imersivo foi totalmente iluminado por mais de 300 esculturas luminosas e milhares de luzes LED.

A aventura imersiva “Alice in Magical Garden” foi desenvolvida pelo ateliê criativo OCUBO e acolhida pelo Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto e a Universidade do Porto.

O espetáculo pode ser visitado até ao dia 30 de outubro, com sessões às 19h30, 20 horas, 20h30, 21 horas, 21h30 e 22 horas, de quarta-feira a domingo, e às 19h30, 20 horas, 20h30, 21 horas, 21h30, 22 horas e 22h30 à sexta-feira e ao sábado.

Atrevia

Sorriso-Mágico-Porto-1