‘Plataforma Portugal Tech Hub’ lançada no Future.Works

0
431
Portugal-Tech-Hub-1

O Future.Works Lisbon 22, evento internacional promovido pela Landing.Jobs e imatch, levou a palco, nos passados dias 7 e 8 de outubro, o debate acerca do futuro do trabalho, tendo contado com mais de 3.000 participantes, tanto no Centro de Congressos de Lisboa, como online, a partir de 110 países. Destaque no último dia para o lançamento oficial da plataforma Portugal Tech Hub.

A plataforma Portugal Tech Hub, promovida por mais de 20 entidades públicas e privadas, entre as quais IAPMEI, Aicep, Invest Lisboa, Invest Porto, Landing.Jobs, Portugal Digital e Startup Lisboa, tem como principal intuito promover o ecossistema do país junto de profissionais de tecnologia e empresas estrangeiras.

De acordo com Pedro Moura, Chief Marketing Officer da Landing.Jobs, o Portugal Tech Hub tem quatro importantes objetivos que contam ser cumpridos no espaço de cinco anos, desde “fazer de Portugal um país reconhecido e um top 10 Tech Hub internacional, ajudar a alcançar o objetivo de mais 160.000 profissionais de tecnologia em Portugal até 2030 – com um forte enfoque na atração de talentos estrangeiros -, fazer com que seja feito um triplo investimento de empresas estrangeiras em centros tecnológicos em Portugal e aumentar a comunicação, colaboração e sinergias entre todas as entidades portuguesas alinhadas com estes propósitos”.

Aproveitando para reforçar que esta é a altura para agarrar a oportunidade. “Portugal é já um destino de topo crescente para os talentos tecnológicos e empresas, mas a escassez de talentos tecnológicos está a tornar-se um problema cada dia maior, limitando o interesse das empresas estrangeiras, o visto e a deslocalização ainda é lenta. Há desequilíbrios territoriais e alguma falta de condições para acolher talentos e empresas”.

No site do Portugal Tech Hub é possível consultar informações sobre a caraterização de Portugal a nível cultural, geográfico, demográfico, custo de vida e talento nacional. Também é possível ficar informado sobre a constituição de uma empresa, os apoios e incentivos a negócios, assim como recrutamento, impostos e vistos.

Durante os dois dias de evento, o Future.Works contou com mais de 3.000 participantes, mais de 4.000 pessoas conectadas entre si e mais de 500 reuniões marcadas, teve o patrocínio de mais de 45 empresas, disponibilizou mais de 250 oportunidades de trabalho na área tech, bem como uma série de surpresas para os participantes in-person: sorteio de uma viagem, oferta de mais de 1.000 livros, consultoria de LinkedIn personalizada e gratuita, acesso a uma boat party exclusiva, e muito mais.

Paulo Dias, Chief Transformation Officer da imatch, destacou que os dois principais pilares do Future.Works Lisbon 22 foram o novo paradigma do trabalho e a dimensão tecnológica que está a desencadear a revolução do mesmo. “Depois da pandemia que viemos, o mundo, as empresas e as pessoas viram-se obrigadas a mudar a forma como viviam o trabalho. Com este novo contexto, este ano, e nesta edição, trouxemos para palco, com o apoio de mais de 150 speakers de renome nacional e internacional, temas como: a gestão de talentos, a criação de uma cultura organizacional, a liderança e a produtividade, que cativaram todos os participantes desde o primeiro dia e ao qual agradecemos o interesse em debater o futuro”.

LIFT

Portugal-Tech-Hub