Miguel Oliveira | Um sábado para esquecer em Phillip Island

0
858
Miguel-Oliveira-Phillip-Island

O dia de sábado não foi nada feliz para Miguel Oliveira em Phillip Island, palco do Grande Prémio da Austrália. O português alcançou a 21.ª posição da grelha de partida no domingo na Q1, mas pouco depois foi penalizado em três lugares, além de uma Long Lap Penalty na prova…

Após confessar que não se acostumou à sua moto nas duas primeiras sessões de treino do Grande Prémio da Austrália, na sexta-feira, Miguel Oliveira começou do melhor modo a terceira sessão, alcançando logo no início o quinto melhor tempo das sessões combinadas, uma ténue demonstração de que poderia ter solucionado em parte alguns dos problemas que encontrou na KTM no dia anterior.

O português voltou a brilhar ainda nos 15 minutos finais e, em duas voltas, alcançou o quarto e o segundo lugares da geral com os tempos de 1m29s534 e 1m29s510, respectivamente, com pneus médio à frente e macio atrás.

No entanto, e quando Miguel Oliveira estava nos boxes para realizar as afinações finais para o time attack da F3, os rivais melhoraram os seus tempos e “jogaram” o Falcão para a 13.ª posição. Quando regressou, aos 41 minutos da sessão, o português ainda conseguiu alcançar o seu melhor tempo, com 1m29s133, mas um registo insuficiente para obter a qualificação direta para a Q2, já que terminou a sessão na 16.ª posição (o mais rápido foi Marc Marquez, com 1m28s462).

Com 1m29s656 na FP4 (14.º tempo), Miguel Oliveira não conseguiu melhor do que o 11.º registo na Q1 (1m28s859), o que significava sair da 21.ª posição da grelha de partida. No entanto, o português foi penalizado em três lugares e uma Long Lap Penalty por afetar a performance de Enea Bastianini (mais especificamente na curva 9)o que significa que vai sair da 24.ª posição do Grande Prémio da Austrália, a sua pior classificação do ano, o que faz prever uma prova muito complicada no domingo, já que a KTM, pelo menos na sexta-feira e no sábado, ainda não conseguiu corresponder ao exigido (Brad Binder, companheiro de Miguel Oliveira e com 1m28s652, vai sair do 16.º lugar). Os mais rápidos da Q1 foram Johann Zarco (1m28s132) e Alex Rins (1m28s347)

Já na Q2, os três primeiros foram Jorge Martini (1m27s767, novo recorde do circuito), Marc Marquez (1m27s780) e Francesco Bagnaia (1m27s953).

Recorde-se que Miguel Oliveira vai fazer a sua estreia na prova de domingo no MotoGP (tem duas vitórias no circuito, em Moto3 e Moto2), já que, em 2019, sofreu um acidente e acabou por não participar da corrida, que, amanhã, 16 de outubro, realizar-se-á às 4h00, hora de Portugal (o Warm Up está agendado para começar este sábado e será realizado entre 23h40 e 0h00).

MO Fun Club

Miguel-Oliveira-Phillip-Island