Azeméis Film Festival | “Já Nada Sei” e “O Antiquário” na abertura

0
140
Filme-Antiquario

Numa noite de antestreias, a segunda edição do AZEMÉIS Film Festival irá exibir o novo filme de animação “O Antiquário” do realizador oliveirense e decano da animação portuguesa Manuel Matos Barbosa, seguindo-se a longa-metragem “Já Nada Sei”.

Protagonizado por Ana Aleixo Lopes, Susie Filipe e Duarte Miguel,  “Já Nada Sei” é o novo filme de Luís Diogo que, em antestreia, irá abrir o Azeméis Film Festival na noite de sexta-feira dia 21 de outubro próximo.
Rodado em grande parte na cidade de Oliveira de Azeméis, pelo filme passam imagens de locais icónicos como o Jardim de La Salette ou o Centro Vidreiro, num filme que conta a história de Ricardo e Ana, um casal escolhido entre 277 candidatos para um documentário sobre casais felizes.

Segundo o realizador, “Já Nada Sei é um estudo sobre o processo pelo qual nos deixamos aprisionar nas relações, sem coragem de as terminar mesmo quando sabemos que não têm futuro. E também pelo processo em que nós mesmos aprisionamos, conscientemente ou inconscientemente, alguém que não queremos deixar partir”.

Pelo filme passam atores como Eric da Silva, Carolina Pavão, Rui Oliveira, Miguel Meira, Fábio A. Costa, Carlos Moreira, Valdemar Santos e Soraia Sousa. Com música de Fernando Augusto Rocha, fotografia de Pedro Farate, som de Álvaro Melo, o filme foi produzido por António Costa Valente e Luís Diogo que é também o autor da montagem e do argumento original.

Ainda segundo o realizador, “Já Nada Sei é também um ensaio sobre as diferenças entre a realidade e a reality TV, em que assistimos como a um documentário, ambiciosamente realista, retratando erroneamente um casal idílico em que na verdade um dos seus membros está insatisfeito”.

A antestreia do filme será marcada também com um concerto dos MOONSHINERS, onde a atriz Susie Filipe do filme “Já Nada sei” é baterista.

“O Antiquário” é o mais recente filme de Manuel Matos Barbosa. Baseado num conto de Fialho de Almeida e com a voz inconfundível de Ruy de Carvalho, o filme tem em Vicente, um velho avarento, o seu protagonista. O filme tem música de Joaquim Pavão, animação de João Oliveira e montagem de António Osório. Manuel Matos Barbosa, para além da realização é autor do argumento, da criação gráfica e da direção de animação.

“O Festival dos festivais” é uma organização do Município de Oliveira de Azeméis que reúne os filmes premiados nos principais festivais internacionais de cinema portugueses do último ano, numa competição de longas metragens entre a ficção e o documentário.
Os vencedores dos festivais de Avanca, Doclisboa, Fantasporto, Indielisboa e Leffest vão passar pelo ecrã de “O Cinema” na Praça da Cidade entre 20 e 23 de outubro próximo.

Mais informações em: www.azemeisfilmfestival.com

Azeméis Film Festival