CDU Olhão | Mortalidade de Mariscos Bivalves na Ria Formosa

0
1153
CDU-Logotipo

A CDU tem vindo a intervir nos últimos anos junto dos mariscadores e viveiristas de Olhão, em defesa da sua atividade, pelo direito a produzir em harmonia com a natureza e atuando na defesa da Ria Formosa.

Uma intervenção que não tem tido resposta pelas autoridades locais, nas matérias que lhes são competentes, seja pelas autoridades centrais, recusando agir pela garantia da qualidade da água, pondo fim às descargas de esgotos para a Ria Formosa, ou avançando com o desassoreamento das barras, permitindo uma maior renovação das águas.

Perante o agravamento da situação de mortalidade de amêijoa-boa na Ria Formosa,  e embora ainda não sejam claras as causas, urge que sejam dadas respostas efetivas aos problemas dos mariscadores e viveiristas. Para a CDU, embora seja importante a atribuição de fundos para minimizar o impacto da perda de centenas de viveiristas, é preciso que sejam tomadas medidas concretas de proteção da produção de bivalves na Ria, garantindo a sua qualidade e sustentabilidade, enquanto se defende a Ria.

É amplamente conhecida a importância que a atividade do marisqueiro, com os seus métodos artesanais, tem para a defesa da própria Ria e da proteção das espécies que lá habitam, nomeadamente da amêijoa-boa, pelo que é premente medidas que evitem o desaparecimento desta da cultura.

Para a CDU é indispensável a luta pela defesa da Ria Formosa e das suas ilhas barreira, da produção de bivalves e a harmonia entre todas as atividades que aqui se desenvolvem e o ecossistema, pelo que irá prosseguir a sua ação com o propósito da defesa do Parque Natural, muito importante para o concelho de Olhão mas também para todos os concelhos onde se insere o sapal.

Não é suficiente apregoar a defesa do ambiente, quando se prossegue uma política que  prejudica um dos mais exclusivos ecossistemas do país.

CDU Olhão

CDU-Logotipo