Ideias do Levante | “OPERA Rocks” em Portimão

0
1366
Ópera-Rocks-Portimão-1

No âmbito dos seus planos de produções musicais para 2023, as associações culturais Marginália (Portimão) e Ideias do Levante (Lagoa, Algarve), com o apoio do Município de Portimão, apresentam no dia 14 de Janeiro de 2023, pelas 21h00, no Teatro Municipal de Portimão (TEMPO), o projecto musical “OPERA Rocks”, contando com a interpretação de Carla Pontes (soprano, www.carlapontes.info), Ray van Duijvenbode (voz e guitarra), Cristiana Silva (piano) e Mário Rui Filipe (narrador).

#ESPECTÁCULO

“OPERA Rocks” é uma história de amor clássica, na qual, uma estrela de rock (Freddy) entra na vida de uma diva, a soprano Maria. A história é apresentada ao público por um narrador (Mário Rui Filipe) que nos coloca na vida de ambos. Maria é interpretada por Carla Pontes e, o Freddy, é interpretado por Ray van Duijvenbode. Os músicos são acompanhados ao piano por Cristiana Silva.

#BIOGRAFIAS

Carla Pontes (soprano, professora de canto e vocal coach), nascida em Lisboa, no bairro típico de Alfama, onde cantava para a vizinhança, do alto de uma água furtada. A naturalidade com que o fazia era tal, que só viria a considerar enveredar pela música muito mais tarde, após se ter licenciado em ensino artístico, tendo exercido a atividade docente durante 16 anos. Porém, a necessidade de cantar e de explorar o canto estava tão presente que paralelamente iniciou os seus estudos e exploração vocal com diversos professores em Portugal e no estrangeiro. Carla cantou sempre vários estilos musicais, tendo-se tornado mais conhecida, principalmente no sul de Portugal, como cantora lírica. Carla Pontes tem na voz todas as suas vivências musicais, do fado, do rock, do pop, do lírico, que aliados à sua excepcional expressividade e forte presença em palco, fazem dela uma cantora única e versátil, com um timbre que nos comove e nos transporta, fazendo-nos viajar entre a terra e o universo dos anjos. O que não nos deixa indiferentes é o modo como nos prende o olhar com uma presença que tem tanto de vulnerabilidade como de força e uma voz que realmente comunica com todas as células do nosso corpo. A sua natural capacidade de ensinar, aliada aos seus estudos de corpo, voz, movimento, libertação vocal, entre outros, fazem dela também uma professora de canto com uma abordagem única e criativa. Saiba mais em www.carlapontes.info

Ray Van Duijenbode (cantor, guitarrista e compositor), nasceu em Amesterdão (Holanda), no dia 18 de Abril 1976 e, com dois anos de idade, deixou a Holanda com destino ao Algarve, com os seus pais. Adoptou o Português e os seus costumes e estudou na escola pública. Aos 14 anos integrou a Mefistófeles, uma banda de covers, que interpreta Led Zeppelin, Queen e AcDC. Ray é convidado a integrar a banda de rock “Iris”, como Cantor e Guitarrista, e aos 17 anos, grava o primeiro álbum onde escreve algumas das letras. Ingressa no curso de Turismo na Universidade do Algarve e é forçado a tomar uma escolha: estudar ou seguir a carreira de Músico. Autodidata, decide desenvolver o seu instrumento, através de aulas particulares, não tendo parado de estudar a sua voz. Criou a banda Tambu e Gecko Soup, gravou um álbum com Paulo Barros intitulado “More Humanity Please…” e prepara-se para lançar dois álbuns com a banda Stone Breaker e Terraplana que serão lançados ainda em 2018.

Cistiana Silva (piano) iniciou os seus estudos musicais em 1995 no Conservatório de Portimão – Joly Braga Santos onde realizou o Curso Básico de Piano e de Violino. Em 2003 transferiu-se para a Academia de Música de Lagos (AML), a fim de prosseguir o curso complementar. Trabalhou com os professores João Pedro Cunha (violino), João Rosa e Elena Tsouranova (piano). Participou em masterclasses de piano com os professores Álvaro Teixeira Lopes e José Eduardo Martins. Entre 1995 e 1998 ganhou um 1º e três 2º prémios nos Concursos Internos de Alunos da AML. Em 2005 obteve Menção Honrosa no conceituado Concurso Internacional de Piano Cidade do Fundão. Em 2006 ganhou o 3º prémio no VIII Concurso de Piano Florinda Santos, em S. João da Madeira, e, já em 2007, o 2º prémio no VII Festival das Artes Infantil e Juvenil de Albufeira. No ano de 2010 completa o curso superior de Piano na Escola Superior de Música de Lisboa na classe do professor Jorge Moyano. No mesmo ano faz parte do projecto “Ligações Contemporâneas” com o Trio Flaugotiano, com o qual grava para a Antena 2, estreando peças escritas, para este trio, de compositores, como Sérgio Azevedo.

Mário Rui Filipe (professor e encenador de teatro), nasceu no Barreiro e desde 2003 que se inicia no Teatro Profissional com o Teatro dos Objectos e nesse mesmo ano colabora com o Teatro O Bando no espectáculo “Pino do Verão”. Em 2004 ingressa no Teatro ao Largo, de Vila Nova de Milfontes, companhia profissional que faz espectáculos em todo o país. Nesse mesmo ano ingressa na ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo onde estuda Teatro – Interpretação. Trabalha com encenadores como João Mota; João Brites; João Cardoso; Rogério de Carvalho; Inês Vicente; Rui Quintas, Lee Beagley, entre outros. É encenador desde 2002. Desde 2006 que é Professor de Teatro, Expressão Dramática, Animação Sociocultural, Técnicas de Expressão e Comunicação no ensino Básico, Secundário e Profissional. Desde 2012 que encena espetáculos para o Curso Profissional de Artes do Espectáculo da Escola da Bemposta, onde é seu director desde esse ano e professor das disciplinas de Interpretação, Dramaturgia e Formação em Contexto de Trabalho.

#BILHETES

Este espectáculo é destinado a adultos e a jovens com mais de 6 anos de idade. O valor do bilhete é de 10 Euros e poderá ser adquirido via bilheteira online do TEMPO na plataforma BOL (https://tempo.bol.pt), através do endereço https://tempo.bol.pt/Com…/Bilhetes/117859-operarocks-tempo .

Os sócios das associações Marginália e Ideias do Levante têm um desconto de 2 Euros no bilhete mas este terá de ser adquirido presencialmente junto ao balcão do TEMPO.

Ideias do Levante

Ópera-Rocks-Portimão