ORPEA | Conselhos para Fazer Face às Temperaturas Baixas

0
291
ORPEO-Temperaturas-Baixas

O frio que se tem sentido em Portugal, nos últimos dias, e que segundo as previsões se vai manter até ao próximo fim-de-semana, pode ter impacto na saúde. Numa época em que as temperaturas são mais rigorosas e o frio é uma constante, as Residências Orpea aconselham a adotar algumas medidas preventivas, principalmente quando falamos dos seniores, que podem ser mais afetados pelo frio por terem defesas mais baixas ou problemas de saúde. 

“As baixas temperaturas podem ter efeitos nocivos nos seniores se não forem tidas em conta algumas precauções e recomendações que ajudem a enfrentar os dias mais frios, como é o caso de algumas doenças relacionadas com a circulação sanguínea ou com o sistema respiratório”, de acordo com André Rodrigues, médico coordenador das Residências ORPEA em Portugal.

Por forma a garantir a tranquilidade dos familiares e manter as capacidades físicas e cognitivas dos seus residentes, as Residências Orpea reuniram um conjunto de dicas e conselhos a adotar. 

Conselhos para enfrentar as temperaturas baixas:

– É importante fazer uma dieta adequada que permita uma produção um pouco maior do que o habitual em calorias através, por exemplo, do aumento da ingestão de carboidratos – como arroz, massa, legumes e proteínas – carne ou peixe. É também recomendável beber bastantes líquidos, infusões ou sumos com vitamina C. Manter o organismo hidratado, mesmo sem ter sede, é essencial nesta altura do ano;

-É fundamental usar calçado adequado ao exterior. Evitar quedas deve ser uma das principais preocupações para as pessoas de mais idade. Ainda assim, é importante manter-se ativo em qualquer época do ano, embora nesta altura seja recomendável fazê-lo durante o dia;

-Ter atenção ao vestuário na hora de sair de casa, de forma que esteja agasalhado e confortável. É importante evitar locais onde a temperatura esteja demasiado elevada e usar cachecol, gorro e luvas o máximo possível, de forma a proteger essas partes do corpo, muitas vezes esquecidas, mas não menos importantes.

Além destes conselhos, é igualmente relevante “estar atento às informações meteorológicas, às recomendações da Direção-Geral da Saúde, aos avisos da Proteção Civil e das Forças de Segurança”, acrescenta André Rodrigues.

MKA

ORPEO-Temperaturas-Baixas