ISQ participa em Projeto Europeu para dar Resposta a Catástrofes Naturais com IA

0
512
Pedro Matias
Pedro Matias

Para responder à necessidade de abordar com o máximo de eficácia as catástrofes naturais que se têm registado na Europa, com cada vez maior frequência, está a ser desenvolvido o projeto OVERWATCH (Integrated holographic management map for safety and crisis events), no qual Portugal participa através do ISQ, a par do Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores, Tecnologia e Ciência (INESC TEC) e do Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação da Academia Militar (CINAMIL).

Coordenado pela empresa italiana ITHACA, este projeto conta com 10 parceiros de 5 países (Portugal, Itália, Polónia, Dinamarca e Alemanha), num investimento total de 3M€ para os próximos 3 anos. O OVERWATCH irá desenvolver um sistema holográfico integrado para apoio aos operacionais na gestão dos meios de combate a incêndios e inundações, com recurso a inteligência artificial.

Para Pedro Matias, Presidente do ISQ, “a utilização de algoritmos de aprendizagem automática é da maior relevância no mundo atual. Este novo sistema irá permitir analisar e consolidar dados recebido através da Observação da Terra e por Veículos Aéreos Não-Tripulado, e identificar zonas alvo de catástrofe naturais, por exemplo incêndios florestais e inundações, e até mesmo auxiliar na busca e salvamento. Os algoritmos de inteligência artificial serão, no fundo, utilizados no processamento de dados, permitindo delimitar frentes de incêndio/água, identificar pontos de água, etc., e contribuir para a disponibilização, ao utilizador, de ferramentas de ajuda à decisão. Tudo com o objetivo de fornecer informação relevante e mais detalhada aos decisores no terreno por forma a que a tomada de decisão seja mais rápida, levando a uma gestão mais eficiente dos meios disponíveis.

De realçar que Portugal será o palco de realização de uma de duas demonstrações previstas no projeto, onde se irá simular um incêndio florestal e respetiva resposta das equipas de combate a incêndios florestais auxiliadas pelo sistema OVERWATCH.

“O sistema combinará vários serviços já oferecidos pelo EGNSS (European Global Navigation Satellite System) e Copernicus Emergency Management and Security, com tecnologias digitais, inteligência artificial e drones. O objetivo será o de fornecer informação atualizada, detalhada e interativa, atempadamente aos responsáveis pela tomada de decisão no combate e mitigação de catástrofes naturais”, explica Nelson Matos, Gestor de Projetos do ISQ.

Hugo Silva, investigador do INESC TEC acredita que “o OVERWATCH é um projeto que visa capacitar as equipas de emergência com uma ferramenta avançada de perceção sensorial de elevada resiliência em cenários de catástrofe”. O investigador explica que “o módulo a desenvolver pelo INESC TEC será um sistema de comunicações móvel que utiliza um “drone tethered” e uma ligação de banda larga via satélite, como forma de fornecer serviços de comunicações (Wi-Fi e 5G) às equipas de emergência e ao sistema Overwatch em caso de falha das comunicações, algo que acontece por vezes neste tipo de cenários”.

Em termos práticos, “para além de uma solução de comunicações de fallback, este sistema pretende complementar a rede de emergência legada, na medida em que introduz suporte a novos casos de uso com requisitos de comunicações mais exigentes do que o tradicional serviço de voz, como por exemplo, a utilização de plataformas robóticas para recolha massiva e automatizada de informação, e o suporte à operação de sistemas holográficos para melhor reconhecimento situacional”, continua.

O projeto OVERWATCH enquadra-se no programa de investigação europeu Horizonte Europa, estando este projeto diretamente sob a alçada da EUSPA (Agência da União Europeia para o Programa Espacial).

O projeto é financiado pelo Programa Horizonte Europa (CALL:HORIZON-EUSPA-2021-SPACE) ao abrigo do Acordo de Subvenção 101082320.

ISQ

Pedro Matias
Pedro Matias