VRSA | Unidade de Aquacultura do Grupo Jerónimo Martins

0
526
Contrato-Aquacultura-VRSA-1

A lota de Vila Real de Santo António foi palco, esta quarta-feira, da homologação do contrato de concessão entre a Docapesca e a Seaculture – Grupo Jerónimo Martins para a instalação de um conjunto de infraestruturas de apoio à atividade aquícola e ao processamento e embalamento de pescado.

A cerimónia contou com a presença da ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes, do Presidente do Conselho de Administração da Docapesca, Sérgio Faias, e do chefe de Gabinete do CEO da Jerónimo Martins Agroalimentar – Seaculture, João Ferreira.

O projeto representa um investimento de 10 milhões de euros e permitirá a criação de 40 postos de trabalho. Contempla a instalação de 28 unidades produtivas em mar, a construção de raiz de um edifício operacional com armazém e zona de embalamento de pescado, assim como um cais de apoio.

Prevê-se que a infraestrutura tenha capacidade de produzir cerca de 1500 toneladas de dourada e robalo até 2025, ano de cruzeiro do projeto.

De acordo com João Ferreira, o empreendimento representa «um compromisso com a região e com a economia alimentar», considerando que «o Algarve possui um perfil técnico validado para a prática de aquacultura offshore».

Para o presidente da Câmara Municipal de VRSA, Álvaro Araújo, «a instalação desta unidade na cidade constitui uma parceria estratégica que irá contribuir para o desenvolvimento do concelho e do seu tecido económico, permitindo a criação de mais postos de trabalho».

Álvaro Araújo anunciou ainda a existência de uma proposta que visa a implantação de uma fábrica de conservas na cidade, com cerca de 8 hectares, a qual permitirá voltar a reativar a tradição pesqueira em VRSA, tendo apelado à tutela para que sejam criadas as condições para a concretização do investimento.

Por seu turno, a ministra da Agricultura referiu que o seu ministério está empenhado em disponibilizar as condições necessárias para a aquacultura e para a valorização do pescado, comprometendo-se, de igual forma, a avalizar as possibilidades de instalação de uma fábrica de conservas em Vila Real de Santo António.

A visita da ministra da Agricultura e da Alimentação fez parte da iniciativa «Governo Mais Próximo», que decorreu nos dias 1 e 2 de março, e contemplou visitas a projetos marcantes na região do Algarve.

CM VRSA