CREPC Algarve | Foi Testado o PPI da Linha Ferroviária do Algarve “Ferroex_Alg.II’23”

0
259
Ferroex-Alg-II-23-1

Perante um exigente e desafiante cenário fictício, 104 operacionais e 52 veículos das diferentes forças de resposta que integram o Plano Prévio de Intervenção (PPI) da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) para a Linha Ferroviária do Algarve, testaram, durante a noite de ontem, 24 de março, na Estação de Tunes, no concelho de Silves, as capacidades de intervenção e os procedimentos de reação a um acidente grave envolvendo matérias perigosas.

O exercício operacional, de âmbito regional, com movimentação de meios reais (LivEx – Live Exercise) foi conduzido pelo Comando Regional de Emergência e Proteção Civil do Algarve, com o apoio do Serviço Municipal de Proteção Civil (SMPC) de Silves, em articulação com a
Infraestruturas de Portugal, SA, CP – Comboios de Portugal e a TAKARGO e envolveu ainda um comboio de passageiros enquadrado no cenário e de onde resultaram múltiplas vítimas.

No hot debriefing realizado já na madrugada deste sábado foi possível concluir que todos os objetivos propostos pela equipa central de planeamento foram executados, o que permitiu testar e identificar lições em todas as dimensões deste plano operacional de resposta, a par dos procedimentos internos de emergência da comunidade ferroviária. Neste domínio foram validados os procedimentos de ativação, despacho e notificação, a abordagem e intervenção nas diferentes componentes operacionais da resposta, como é o caso da busca e salvamento e evacuação primária, da triagem, estabilização e referenciação de feridos, bem como o encaminhamento para as unidades hospitalares, pelo que se constituiu como uma oportunidade de treino conjunto na procura de otimizar a interoperabilidade.

Com a montagem de um Posto de Comando Operacional no local, testou-se a gestão de informação, as comunicações, a coordenação institucional e articulação entre os diferentes Agentes de Proteção Civil e Entidades cooperantes, numa plena aplicação do Sistema de Gestão de Operações (SGO).

Paralelamente num esforço conjugado entre a CP, os serviços de ação social do Município de Silves, o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) e a Segurança Social, desenvolveram acolhimento e processamento e o respetivo apoio psicossocial aos passageiros ilesos.

O SMPC de Silves assegurou a sustentação logística das operações e o apoio técnico especializado e participaram ainda, além da ANEPC, os Corpos de Bombeiros do Algarve, a GNR, INEM e a Segurança Social, a Atlantic Cargo, a CP, a IP e a TAKARGO.

Cerca de 50 figurantes, entre alunos do Curso de Técnico de Proteção Civil da Escola Secundária Poeta António Aleixo (Portimão), estagiários e cadetes dos Corpos de Bombeiros do concelho de Silves e escuteiros do Agrupamento de Silves do Corpo Nacional de Escutas, garantiram a necessária dinâmica de vítimas no interior do comboio de passageiros.

ANEPC Algarve

CREPC Algarve | Testado PPI “Ferroex_Alg.II’23”

Ferroex-Alg-II-23-16
Ferroex-Alg-II-23-15
Ferroex-Alg-II-23-7
Ferroex-Alg-II-23-6
Ferroex-Alg-II-23-12
Ferroex-Alg-II-23-9
Ferroex-Alg-II-23-13
Ferroex-Alg-II-23-10
Ferroex-Alg-II-23-14
Ferroex-Alg-II-23-3
Ferroex-Alg-II-23-11
Ferroex-Alg-II-23-8
Ferroex-Alg-II-23-2
Ferroex-Alg-II-23-4
Ferroex-Alg-II-23-1
Ferroex-Alg-II-23-5
Ferroex-Alg-II-23-16 Ferroex-Alg-II-23-15 Ferroex-Alg-II-23-7 Ferroex-Alg-II-23-6 Ferroex-Alg-II-23-12 Ferroex-Alg-II-23-9 Ferroex-Alg-II-23-13 Ferroex-Alg-II-23-10 Ferroex-Alg-II-23-14 Ferroex-Alg-II-23-3 Ferroex-Alg-II-23-11 Ferroex-Alg-II-23-8 Ferroex-Alg-II-23-2 Ferroex-Alg-II-23-4 Ferroex-Alg-II-23-1 Ferroex-Alg-II-23-5