Loulé | “Waterworld” Impacto das Alterações Climáticas na Ria Formosa

0
384
Ria-Formosa-2

Uma reflexão sobre o impacto das alterações climáticas na Ria Formosa é o desafio do projeto multidisciplinar “Waterworld”, que até dia 17 de maio vai estar em residência artística em Loulé.

Cruzando várias áreas e disciplinas, “Waterworld” é um projeto em torno da subida das águas do mar por conta do aquecimento global. Munindo-se da força especulativa da ficção científica para responder à pergunta “Como seria viver num mundo submerso?”, o projeto parte de práticas e saberes vindos da relação das populações ribeirinhas com a água, focando-se no território da Ria Formosa.

Trata-se de uma ficção multidisciplinar, projetando mundos ficcionais, vendo que tensões e que caminhos estas ficções revelam no encontro com o lugar, construindo coletivamente narrativas precárias, incompletas, que se vão expressar enquanto instalações multimédia.

“E se a praça for um lago?” é o mote da residência que pretende refletir sobre de que maneira é que as nossas práticas coletivas são transformadas pela submersão. O grupo vai trabalhar a partir do texto “Big Splash”, de Joana Bértholo, produzido para o projeto, que vai ser musicado com o apoio de António Lourenço Menezes, para o Coro Infantil de Loulé. O resultado deste processo será apresentado em novembro de 2023, no Convento de Santo António, em Loulé.

Já nos dias 10 e 13 de maio, vão realizar-se duas conversas públicas, na Universidade do Algarve, em Faro, e na Alfaia, em Loulé, respetivamente.

“Waterworld” envolve a criação de objetos, de textos ficcionais, peças audiovisuais e de micro-eventos com a comunidade que vão acompanhar o processo criativo, que será condensado enquanto instalação audiovisual e plataforma online.

 Ao longo de 2023 vão realizar-se mais três residências artísticas, em Montemor-o-Novo, na Culatra e em Ílhavo. O material produzido vai ser apresentado enquanto instalação audiovisual no Convento de Santo António, em Loulé.

Com os apoios da DGArtes e Câmara Municipal de Loulé, o projeto tem como parceiros o Centro de Ciência Viva do Algarve, Devir Capa, Oficinas do Convento e 23 Milhas. A produção é da efabula.

Programa

10 de maio, 16h00 – Conversa “Submergindo futuros – a especulação coletiva do projeto Waterworld” / Universidade do Algarve, Faro

Com Bruno Caracol e Pavel Tavares

13 de maio, 11h00 – Conversa “Depois de nós, o dilúvio” / Alfaia, Loulé

Com Bruno Caracol e Pavel Tavares

3 a 16 de setembro – Oficina de construção de embarcações / Escola E. B. da Ilha da Culatra

16 de setembro – Regata / Cais da Culatra

11 de novembro – Abertura da exposição e apresentação do coro infantil de Loulé /Convento de Santo António, Loulé

CM Loulé

Ria-Formosa-1