SPV desafia os Portugueses a Reciclar mais e melhor fora de Casa

0
305
SPV-Soc-Ponto-Verde

No Dia Internacional da Reciclagem, a Sociedade Ponto Verde (SPV) relembra que os cidadãos devem reciclar, sempre, as suas embalagens onde quer que estejam. Em casa, mas também no local de trabalho ou na escola, durante atividades desportivas ou em momentos de lazer, como concertos, há que adotar as melhores práticas e ajudar a preservar o Ambiente.

Recorde-se que os cidadãos já têm ao seu dispor sistemas de recolha de embalagens diversificados e funcionais, que permitem aumentar a deposição dos resíduos e o seu encaminhamento para reciclagem, nomeadamente ecopontos, porta-a-porta, ecocentros ou recolha a pedido. Hoje em dia, são já mais de 70 mil os ecopontos verdes, amarelos e azuis espalhados pelo território nacional, aos quais somam os existentes nos mais variados contextos e recintos escolares, desportivos ou culturais.

“É fundamental existir a prestação de um serviço de qualidade e de conveniência aos cidadãos, assim como é também essencial continuarmos com o trabalho de proximidade, na sensibilização e na promoção da literacia ambiental. Na Sociedade Ponto Verde, este é um investimento do qual não abdicamos. Através de campanhas que desenvolvemos de forma contínua, estamos a contribuir para que todos, crianças, jovens e adultos, sejam cada vez mais informados, responsáveis e participativos no processo da gestão de resíduos,” refere Ana Trigo Morais, CEO da SPV.

Recorde-se que, em 2022, foram enviadas para reciclagem mais de 460 mil toneladas de embalagens, o que representa um aumento de 6%, face ao ano anterior. Também o primeiro trimestre deste ano mostrou uma evolução global positiva comparativamente com o período homólogo, já que foram recolhidas seletivamente 108.368 toneladas de embalagens (+3%).

As embalagens mantêm-se como o único fluxo de resíduos a cumprir com as metas nacionais de reciclagem, designadamente no Plástico, Papel/Cartão, Metal e Madeira (com exceção do Vidro). Contudo, perante as novas metas – em 2025, Portugal tem de chegar a 65% e em 2030, a 70% – o país precisa reciclar mais e melhor, pelo que é fundamental contar com todos os cidadãos.

LPM

SPV-Soc-Ponto-Verde