Há cada vez mais Alunos a receberem Apoio da EPIS nas Escolas

0
356
EPIS-Logotipo
  • Presença geográfica dos programas EPIS em 134 concelhos;
  • Resultados dos alunos acompanhados pela EPIS começam agora a regressar aos padrões pré-pandemia e melhoram mais que os dos restantes alunos;
  • “Por Ti – Programa de promoção de bem-estar mental nas escolas” já abrangeu mais de 19 mil alunos nos primeiros 4 meses de 2023;

O número de alunos beneficiários dos diversos programas de sucesso escolar implementados pela Associação EPIS – Empresários Pela Inclusão Social aumentou 30% em 2022, passando de 21.074 alunos, em 2021, para 27.429 alunos, em 2022. Os resultados do sucesso escolar de 2022 foram apresentados hoje em Assembleia Geral, tendo sido anunciado que já se está a conseguir regressar aos padrões pré-pandemia.

O balanço de 2022 segue positivo em diversas iniciativas. O aumento do número de alunos beneficiários ficou a dever-se, principalmente, ao crescimento dos programas de voluntariado com quadros de empresas parceiras – 3.040 alunos em 2022, contrapondo os 2.888, em 2021; ao lançamento, no continente, de um projeto-piloto de combate à violência e promoção do sucesso escolar, que já abrangeu 551 alunos; e à expansão do programa “Dove – Eu Confiante”, em parceria com a Unilever, que impactou 14.916 alunos em 2022, mais 5993 alunos que no ano anterior.

Já os programas de promoção do sucesso escolar, do 1.º ciclo ao secundário, presentes em 36 concelhos do continente, tiveram uma ligeira redução de beneficiários – 8.922 em 2022 vs. 9.263 em 2021. Ao longo do ano em análise, os diversos programas em contexto escolar asseguraram uma presença em 498 escolas de todo o país, dispersas por 134 concelhos do continente (48% do total) e quatro ilhas dos Açores: Faial, Pico, São Miguel e Terceira.

Em 2022, foram atribuídas 163 bolsas sociais a jovens de 56 concelhos do continente e das ilhas da Madeira e de São Miguel, mais 16 que em 2021, para prosseguimento de estudos no ensino secundário, licenciatura e mestrado. Foram ainda promovidos oito estágios curriculares de jovens com planos individuais de transição (PIT), no âmbito da educação inclusiva.

Sucesso escolar de alunos EPIS positivo e acima dos restantes alunos

Em termos de resultados atingidos pelos programas EPIS de promoção do sucesso escolar, no terceiro período de 2021/22, o sucesso escolar dos alunos beneficiários voltou a aumentar, após os impactos negativos da pandemia, tanto em relação ao ano anterior, como em relação aos restantes alunos das escolas EPIS:

  • O sucesso escolar dos alunos EPIS do 1.º ciclo atingiu os 98,9%, mias 0,6 pontos percentuais (pp) que em 2020/21, constituindo o segundo melhor registo desde o início do programa em 2016. Em particular, a percentagem de alunos de risco que passaram de ano foi de 97,0% em 2022, o valor mais elevado de sempre e que representa um aumento do sucesso escolar de +1,2 pp face ao ano anterior que registou 95,8% de taxa de aprovação. Um valor superior ao aumento de 1,0 pp dos restantes alunos que não estão cobertos pelos programas.
  • O sucesso escolar dos alunos beneficiários do 2.º e 3.º ciclo e secundário, acompanhados há mais de um ano, atingiu os 86,4%, mais 1,8 pp que em 2020/21. Por outro lado, o número de alunos EPIS com menos de 2 negativas aumentou de 64,7% em 2021, para 78,5% em 2022, um valor superior ao aumento de 10,8 pp dos restantes alunos.

Apesar de serem positivos, estes resultados estão ainda abaixo dos valores médios dos anos pré-pandemia, esperando-se que em 2023 se possa atingir uma maior convergência com os padrões históricos.

Programa de Promoção de Bem-estar Mental nas Escolas – Por Ti

O “Por Ti – Programa de Promoção de Bem-estar Mental nas Escolas”, financiado pela Zurich Foundation e implementado pela EPIS – Empresários Pela Inclusão Social, em parceria com a Unidade de Psicologia Clínica Cognitivo – Comportamental (UPC³) da Universidade de Coimbra, que decorre ao longo de quatro anos (2022 a 2026), com o objetivo de preparar melhor as pessoas através do desenvolvimento de competências de regulação emocional que contribuam para estilos de vida mentalmente mais equilibrados, ultrapassou as metas estabelecidas para o primeiro ano.

As sessões de grupo do “Por Ti” com alunos, famílias, professores e funcionários das escolas, com vista à consciencialização sobre o bem-estar mental e a necessidade de estar alerta para entender os primeiros sinais e sintomas, envolveram – até ao final de abril de 2023 –, 19 mil alunos do 3.º ciclo com idades entre os 12 e 15 anos, 1700 professores e assistentes operacionais e 500 famílias de 106 escolas públicas de 59 concelhos e 6 ilhas dos Açores.

No que diz respeito aos jovens, 76% reconhecem que as sessões do “Por Ti” aumentaram o seu conhecimento sobre o bem-estar mental, 75% consideram que fizeram aprendizagens importantes que vão ser úteis no seu dia a dia, 69% sentem-se capazes de aplicar o que aprenderam e 67% pretendem utilizar as estratégias de regulação de emoções que aprenderam. As sessões do “Por Ti” também impactaram, de forma muito positiva, os professores, assistentes operacionais e famílias: 96% reconhecem que as sessões aumentaram o seu conhecimento sobre o bem-estar mental, 95% consideram que fizeram aprendizagens importantes que vão ser úteis no seu dia a dia, 93% sentem-se capazes de aplicar o que aprenderam e 92% pretendem utilizar as estratégias de regulação de emoções que aprenderam.

A partir de setembro de 2023, numa segunda fase, o “Por Ti” lançará ainda programas de intervenção para dois grupos distintos: um para adolescentes e outro para professores. No caso dos adolescentes, o foco vai estar na promoção de estratégias de regulação emocional com vista à promoção do bem-estar mental na adolescência. No caso dos professores, o objetivo vai passar pela promoção de estratégias adaptativas de regulação emocional na perspetiva desta profissão tão específica, na hora de enfrentar dificuldades emocionais ou problemas de relacionamento com os alunos.

Sobre a EPIS

A EPIS – Empresários Pela Inclusão Social foi criada em 2006 por empresários e gestores portugueses, tendo escolhido a Educação como forma de concretização da sua missão principal de promoção da inclusão social em Portugal. Com este foco, tem desenvolvido os seus projetos de intervenção cívica na área do combate ao insucesso e ao abandono escolar. A Associação EPIS – Empresários Pela Inclusão Social tem como missão principal apoiar alunos do pré-escolar, 1.º, 2.º e 3.º Ciclos e Secundário em Portugal, que vivem em contextos socioeconómicos desfavorecidos, com risco acrescido de insucesso e abandono escolar e maior probabilidade de não chegarem ao fim da escolaridade obrigatória, concluindo o 12.º ano de escolaridade.

A EPIS é, atualmente, o maior parceiro privado do Ministério da Educação e do Governo Regional dos Açores no combate ao insucesso e abandono escolar. Desde a sua fundação, contou com mais de 643 empresas associadas e parceiras da sua atividade no terreno e esteve presente em 70 concelhos de todo o país (Continente e Ilhas), em parceria com o Ministério da Educação, o Instituto de Emprego e Formação Profissional, os Governos Regionais da Madeira e dos Açores, 37 Autarquias parceiras e 571 escolas de todo o país.

Este ano letivo de 2022/2023, em parceria com o Ministério da Educação, o Governo Regional dos Açores e diversas autarquias em todo o país, a EPIS está a acompanhar 8.922 alunos de todos os ciclos, em 251 escolas de 36 concelhos do continente e 4 ilhas dos Açores, com o apoio de 138 mediadores.

LPM