Securitas Direct | Saiba como Agir perante Técnicas de Assaltos mais Comuns

0
479
Securitas-Direct-Logotipo

A Securitas Direct registou um aumento de assaltos em 2022 de 15% relativamente a 2021. Segundo o relatório da empresa, 62,3% das incidências registadas foram em negócios e 37,7% foram em residências, com as vivendas e as moradias a serem o alvo do maior número de tentativas de assaltos, com um registo de 87,30% das intrusões, e com os apartamentos a registarem 12,7% das ocorrências.

A prevenção destas situações e a proteção da habitação é possível, através da aposta em sistemas de segurança e em videovigilância . Para que possa prevenir estas ocorrências e proteger a sua habitação, a Securitas Direct identificou as técnicas de assaltos mais comuns:

  1. As residências mais bem iluminadas costumam afastar os assaltantes, já que estes por norma entram em residências com menor iluminação. Por isso, deve garantir a iluminação em locais fulcrais, como a entrada do prédio, por exemplo.
  2. Para forçar a entrada em habitações com portas com portais de madeira, os assaltantes costumam utilizar o pontapé. Pode investir num portal de ferro para a sua porta, evitando esta situação.
  3. No caso dos assaltos residenciais, os assaltantes esperam que os proprietários saiam para o trabalho ou para a escola, durante o dia. Investir num sistema de segurança com videovigilância constante permite controlar ocorrências deste género. Sistemas como o PreSenseTM, da Securitas Direct, dispõem de inteligência artificial e de modelos preditivos que antecipam e previnem entradas indesejadas. Além disso, a utilização de câmaras de videovigilância permite controlar o que acontece nas habitações de forma constante. No caso do sistema da Securitas Direct, estas câmaras estão ligadas à Central de Receção de Alarmes, o que permite que um vigilante analise situações de risco e lhes dê imediatamente resposta.
  4. Os assaltantes procuram acima de tudo objetos pequenos com valor alto, como joias, objetos antigos, relógios e outros, para os converterem em dinheiro, pelo que deve guardá-los em locais estratégicos com difícil acesso.
  5. São colocados códigos (como desenhos ou palavras) nas portas ou paredes, de forma a transmitir informações sobre as rotinas dos habitantes e sobre as situações das casas, dando indicações sobre como ou quando deve ser realizado o assalto (por exemplo, deixar um desenho na porta que indica que os habitantes estão fora de manhã). Caso note um destes códigos, deve entrar em contacto com as autoridades, para que possam analisar o possível risco e dar-lhe resposta.
  6. Realizar o assalto através do método de água é comum sobretudo em apartamentos e consiste em deitar água por baixo da porta de entrada e levar a que os ocupantes saiam de casa, por impulso, para verificar de onde vem a água. Ao abrir a porta facilita a entrada ao assaltante. Caso tenha água na entrada da sua habitação, deve aguardar algum tempo, analisar o fluxo de água e, antes de abrir a porta, verificar que não se encontra ninguém no exterior. Caso tenha uma câmara de videovigilância no exterior, pode verificar isto de forma mais rápida e eficaz.
  7. O ladrão utiliza um inibidor de frequência para entrar nas casas sem serem detetados:  o inibidor de frequência bloqueia as comunicações de dispositivos eletrónicos, como 3G, rádio, WiFi, entre outros. A Securitas Direct desenvolveu o Sentinel, um alarme anti inibição que, em caso de tentativa de sabotagem, emite um alarme imediatamente, graças à rede exclusiva de ATN da Securitas Direct, com mais de 250 antenas em Portugal que se torna imune a inibidores.

“Os casos de assaltos, tanto em moradias como em apartamentos, são possíveis de prevenir. Se as pessoas souberem identificar possíveis riscos e se utilizarem sistemas de alarmes e de videovigilância que sejam dissuasores e que permitam a monitorização constante, podem evitar situações de sobressalto”, afirma Luís Quintino, Diretor de Operações.

A Securitas Direct dispõe de uma série de alarmes e de sistemas de videovigilância que, graças à sua tecnologia avançada, permitem uma ação rápida e eficaz, já que identificam rapidamente possíveis ocorrências e permitem que os profissionais que monitorizam as câmaras percebam com maior precisão se se trata de um disparo real ou não.

A Securitas Direct é a única empresa do mundo 100% especializada em sistemas de alarmes conectados e mantém o seu compromisso de colaboração e apoio ao trabalho desenvolvido pelas Forças e Serviços de Segurança em todo o território nacional.