Armação de Pêra | Música anima 24º Festival da Caldeirada e do Mar

0
616
Música-Festival-Caldeirada (1)

Para além dos sabores da boa caldeirada, o 24.º Festival da Caldeirada e do Mar enche, de 26 a 28 de maio, os restaurantes aderentes com animação musical. Mário Dias e Marco Campaniça são os artistas participantes nesta edição, levando música tradicional portuguesa ao evento.

Assim, nos três dias do evento, os comensais irão saborear os paladares da caldeirada e do mar ao som do acordeão de Mário Dias ou da viola de Marco Campaniça, quer durante o período do almoço (nos dias 27 e 28 de maio, entre as 12h30 e as 15h00), quer no período do jantar (nos dias 26, 27 e 28 de maio, das 19h30 às 22h00).

Relembramos que O Silvense, A Grelha, Estrela-do-mar, Ingredientes, O Fernando, O Serol, Olivalmar, Pelintra, Praia com Tempero, Tasca’lado, restaurante da Néné, churrasqueira O Balbino, churrasqueira O Casarão e a marisqueira Hera são os estabelecimentos aderentes com mais de duas dezenas de deliciosas e suculentas propostas, onde a caldeirada é a rainha e os sabores do mar os grandes cicerones; num fim de semana dedicado à gastronomia marítima e onde marcarão, também, presença os produtos estrela do concelho, como os vinhos de Silves e as sobremesas feitas com a doce e aromática Laranja de Silves.

O Município de Silves convida os visitantes e amantes da gastronomia a experimentar a grande diversidade culinária tradicional da vila piscatória de Armação de Pêra em mais esta edição do Festival da Caldeirada e do Mar.

Toda a informação poderá ser consultada em https://www.cm-silves.pt/pt/menu/2876/24-festival-da-caldeirada-e-do-mar.aspx.

» Mário Dias

Mário Dias é natural de São Marcos da Serra e iniciou os estudos na música com 5 anos de idade. Desde então desenvolveu o gosto pelo acordeão, instrumento que o acompanha há já 30 anos. Pisou vários palcos a nível nacional, sendo atualmente o acordeonista principal do Rancho Folclórico do Algoz.

» Marco Campaniça

Marco Campaniça é natural de Oeiras, cresceu em Macau e vive atualmente no Alentejo. Em 1996 iniciou a sua carreira como músico profissional, tendo feito parte de inúmeras bandas, entre as quais o grupo Polo Norte. Em 2013 fundou a Escola de Música Tradicional de Odemira, que evoluiu em 2018 para Escola de Música Tradicional Alentejana, onde exerce funções de diretor e professor. É um apaixonado pela música tradicional alentejana e é através desta que promove o ensino da Viola Campaniça, instrumento típico do Baixo Alentejo.

Mun Silves

Música-Festival-Caldeirada (1)