CMTG | Novo Horário e Exposição de Homenagem ao Artista Portimonense Querubim Lapa

0
249
CMTG-1

A Casa Manuel Teixeira Gomes (CMTG) adota um novo horário a partir de 1 de junho, passando a abrir portas das 10h00 às 16h30 entre terça e sexta-feira, sem interrupção no período de almoço, enquanto aos sábados poderá ser frequentada das 15h00 às 18h30, com encerramento à segunda-feira.

Classificado como Imóvel de Interesse Municipal em 2007, este local de encontro de culturas e artes foi alvo de obras de recuperação e requalificação, abrindo ao público dois anos depois enquanto espaço de inspiração e evocação da vida e obra do escritor-Presidente.

Recorde-se que recentemente a Câmara Municipal de Portimão adquiriu os três prédios urbanos que integravam parte da construção original da casa onde nasceu Manuel Teixeira Gomes, e que pertenciam à antiga loja de antiguidades “A Tralha”.

Estão em curso os projetos de arquitetura e museológico visando conferir ao imóvel a dignidade que o patrono merece, o que possibilitará que parte do seu acervo possa ser exibido em condições condignas, proporcionando em paralelo melhores condições para a realização de conferências, concertos e outras sessões vocacionadas para o conhecimento da vida e obra de Manuel Teixeira Gomes.

Pinturas e cerâmicas

Na atualidade, a Casa Manuel Teixeira Gomes tem patente a exposição “Olhares”, do pintor autodidata Sérgio Bernardo, cuja atividade artística teve início em Angola no ano de 1969, na então cidade de Sá da Bandeira.

A mostra reúne algumas obras já antigas, constituindo uma miscelânea de trabalhos e de diferentes momentos criativos do pintor que pode ser vista até 30 de junho.

Por outro lado, está agendada para as 17h00 da próxima sexta-feira, dia 2 de junho, a inauguração da exposição “Moldar a cerâmica e pintura”, que homenageia o mestre Querubim Lapa.

Também patente na Casa Manuel Teixeira Gomes até 30 de junho, esta mostra agrupa inúmeros trabalhos de diversos artistas, entre os quais os ceramistas d’António, Nelson Martins, Clara Monteiro e Cristina Hagatong, bem como os pintores Manuela Santos, Ester Andrés e Jacques Jacobs (Jacs).

O portimonense Querubim Lapa de Almeida foi um artista plástico e professor que se distinguiu como pintor, desenhador e gravador, além de ter executado diversas tapeçarias.

Reconhecido como um dos mais importantes ceramistas portugueses, com soluções plásticas e tecnicamente inovadoras, destaca-se da rica produção de Querubim Lapa inúmeros painéis para espaços públicos, de que são exemplos os trabalhos criados para a reitoria da Universidade de Lisboa (1961), para a Avenida 24 de Julho, em Lisboa (1994), ou para a Estação Bela Vista, do Metropolitano de Lisboa (1998).

CM Portimão