“HaPILLness” vence Concurso Regional Poliempreende no Politécnico de Coimbra

0
251
HaPILLness-Politécnico-Coimbra

Uma solução tecnológica validada cientificamente para a produção de gomas medicamentosas para doseamento oral de substâncias a animais de laboratório é grande vencedor da 19.ª edição do Concurso Regional Poliempreende do Politécnico de Coimbra (IPC), que decorreu na passada quarta-feira, dia 31 de maio, no Auditório do INOPOL Academia de Empreendedorismo.

Designado por “HaPILLness”, o projeto desenvolveu uma solução inovadora e não invasiva para administração oral de fármacos a roedores usados em ensaios pré-clínicos de laboratório e que pode representar o fim de um processo penoso para as cobaias. Ao invés de lhes ser administrada a dosagem precisa do composto a testar por meio de uma sonda gástrica, os animais de laboratório passam a ter pequenas gomas coloridas que ingerem de forma voluntária. A equipa de trabalho é composta por Sofia Viana (docente da ESTeSC-IPC), Sara Nunes (diplomada da ESAC-IPC) e Pedro Vieira (diplomado da ESTeSC-IPC), num projeto que resulta de uma parceria entre o IPC e a Universidade de Coimbra.

O projeto classificado em primeiro lugar irá agora concorrer a nível nacional com os vencedores apurados nos restantes Politécnicos da rede Poliempreende e participar na Semana do Empreendedorismo, a realizar de 12 a 15 de junho de 2023, em Braga, com organização do Instituto Politécnico do Cávado e Ave.

Adicionalmente, os promotores recebem ainda um prémio monetário no valor de 2.000€ e 12 meses de incubação no INOPOL Academia de Empreendedorismo, a incubadora do Politécnico de Coimbra, para apoio ao desenvolvimento do projeto e à constituição da empresa.

A sessão de apresentação dos pitchs dos finalistas do Concurso Regional Poliempreende 2023 no IPC contou com um total de 11 projetos, sendo que para avaliar as ideias de negócio das equipas, esteve presente um júri composto por representantes do CEC – Câmara de Comércio e Indústria do Centro, IAPMEI, ANJE, Instituto Pedro Nunes e IPC.

O projeto “Luxifer”, desenvolvido por uma equipa de estudantes e docentes do ISEC-IPC, alcançou a segunda posição. Trata-se de uma solução IoT para controlo e monitorização inteligente de luminárias LED, através da adaptação do seu funcionamento às necessidades horárias, ambientais e/ou vontade dos utilizadores.

Em terceiro lugar ficou o projeto ARMedLearn, um software de realidade aumentada (RA) para simulação de procedimentos invasivos não cirúrgicos criado por uma equipa de estudantes do ISEC-IPC.

Para além dos prémios monetários, ambos os projetos terão também acesso a serviços de incubação no INOPOL, assim como a uma vasta rede de contactos e parceiros do ecossistema empreendedor, que irão ser fulcrais para alavancar os projetos e dar origem a novas empresas.

Na edição de 2023 do Poliempreende no IPC, foram submetidas um total de 24 ideias de negócio de áreas científicas muito diversas e representativas das diversas Escolas do Politécnico de Coimbra.

LPM

HaPILLness-Politécnico-Coimbra