VRSA | Município Desaconselha Utilização da zona de Cacela Velha para Atividade Balnear

0
843
Cacelha-Velha-VRSA

O território de Cacela Velha – e toda a sua envolvente – representa um local de rara beleza e de diversidade ecológica que importa conservar e preservar.

Apesar de muito procuradas, sobretudo no verão, as ilhas barreira, em frente à aldeia de Cacela Velha, não são uma unidade balnear e, como tal, não estão dotadas de um serviço de Assistência a Banhistas (nadadores salvadores).

Os visitantes que atravessam a vau (a pé), para chegarem até junto do mar, colocam em causa a sua própria segurança, principalmente quando a maré se encontra a vazar, uma vez que as correntes são fortes e puxam para o mar.

Não obstante os esforços das equipas móveis do Instituto de Socorros a Náufragos, a vigilância não é permanente e, por essa razão, o socorro a qualquer situação de emergência pode não ser assegurado em tempo útil.

Assim, e de modo a proteger a estabilidade do cordão dunar e da arriba de Cacela, garantir a proteção da fauna e flora desta zona da Ria Formosa e assegurar a segurança dos moradores e visitantes de Cacela Velha, o município de Vila Real de Santo António desaconselha a utilização da zona em frente a Cacela Velha para a prática balnear.

Em alternativa, o município propõe uma visita à Unidade Balnear da Praia da Fábrica (coordenadas: 37° 9’14.61″ N 7°33’12.63″W), respeitando os condicionamentos de circulação e estacionamento, e fazendo a travessia com os operadores de embarcações licenciados para o efeito.

A praia da Manta Rota é outra das opções aconselhadas (coordenadas: 37° 9’54.54″N  7°31’11.00″W,). Com uma vasta área e serviços de apoio, dispõe de várias unidades balneares que oferecem todas as condições de segurança e estacionamento para os veraneantes.

A Praia da Fabrica e a Praia de Manta Rota, bem como todas as praias do município de Vila Real de Santo António, oferecem, para sua segurança, um serviço de assistência a banhistas, certificado e de acordo com a legislação em vigor.

«Ajude-nos a proteger este património, que também é seu, e garanta a sua segurança».

Sobre Cacela Velha

A história de Cacela Velha tem origens ancestrais. Foi ocupada por fenícios, romanos e árabes. Após a reconquista, ocorrida no século XIII, as marcas da presença da população moura no território continuaram a refletir-se nos hábitos, costumes e paisagens, sendo ainda hoje possível observar marcas dessa época.

A aldeia de Cacela Velha manteve-se bela e viçosa ao longo dos séculos. Continua a espreitar sobre um cordão dunar que forma as ilhas barreira. Essas ilhas compõem a Ria Formosa, um local idílico, mas frágil, que dá abrigo a uma grande diversidade de fauna, nomeadamente aves, que aí procuram um local para nidificar, bem como a um conjunto de flora que fixa e estabiliza esta estrutura geológica.

A diversidade ecológica que habita a Ria Formosa materializa-se num importante conjunto de aves aquáticas migratórias do norte da Europa e num viveiro para importantes espécies marinhas. No local, localiza-se a arriba que suporta a vila e a sua fortaleza.

CM VRSA