M.Ou.Co. | Refúgio para os Nómadas Digitais colocando o Porto no Trabalho Remoto Mundial

0
142
MOUCO-Nómadas-Digitais-4

Unidade hoteleira dispõe de espaços dedicados para o teletrabalho e criou uma modalidade especial para estadias longas, com alguns benefícios e tarifas que contemplam descontos de 35%. E até o café pode ser gratuito!

Em plena zona histórica do Porto e com uma oferta que vai muito além da hotelaria, o M.Ou.Co. pretende assumir-se como um espaço de referência para os nómadas digitais. Para lá de um hotel e de uma sala de espetáculos, a unidade situada no Bonfim, a poucos metros da Estação Ferroviária de Campanhã e das estações do Metro do Porto de Campanhã e Heroísmo, disponibiliza agora um pacote de Long Stays, desenhado a pensar no segmento de nómadas digitais.

Uma aposta que surge numa altura em que várias plataformas especializadas colocam o Porto como uma das melhores cidades do mundo para trabalhar de forma remota. E, claro, o M.Ou.Co. quer aproveitar a onda e transformar-se também num dos locais de eleição para os nómadas digitais, apresentando outra genuinidade turística e todos os demais requisitos associados a esta mobilidade laboral.

Às instalações e condições disponibilizadas para este segmento, a unidade acrescentou vários pacotes especiais de alojamento, designados de Long Stays, para estadias de sete a 30 dias, com algumas regalias e tarifas privilegiadas, que contemplam um desconto de 35%.

“A velocidade da Internet, a disponibilidade e o preço do alojamento, a atratividade turística, o número de horas de sol por dia, a existência de espaços verdes, a rede de transportes públicos e até o preço de um simples café são alguns dos critérios habituais que os nómadas digitais ponderam. Ora, no M.Ou.Co. até café gratuito é contemplado nos novos programas de estadia longa, criados especificamente para este novo segmento em crescimento”, sublinha Teresa Martins, diretora-geral do espaço hoteleiro.

Com 41 estúdios e 21 quartos, restaurante, bar, piscina, esplanada e amplos jardins, o M.Ou.Co. ocupa um total de cerca de cinco mil metros quadrados e possui vários espaços partilhados de trabalho, localizados na Musicoteca e no Lounge Bar, por exemplo.

“Temos recebido um excelente feedback sobre a qualidade da nossa Internet, as alternativas de alimentação são variadas e abrangem todo o dia (e não só os normais horários de refeições). No fundo, podemos dizer que criámos um produto chave na mão que será do agrado dos nómadas digitais”, acrescenta a mesma responsável.

Além de incluírem sempre upgrade para uma tipologia superior, com kitchenette, de forma a assegurar a autonomia dos clientes, os pacotes Long Stays garantem condições preferenciais em todos os serviços disponíveis. E a diversidade de espaços exteriores e a piscina exclusiva para hóspedes “são a combinação ideal para quem procura uma comunidade que combina de forma perfeita trabalho e lazer”.

O alojamento em regime Long Stay disponibiliza acesso ilimitado aos espaços de co-working do M.Ou.Co. e a oferta de dois cafés por dia (expresso 100% Arábica), que acrescem a um desconto de 35% aplicável à melhor tarifa disponível para estadias entre de sete a 15 noites. A campanha não é aplicável em datas festivas e não pode acumular com outras promoções.

Desde que foi inaugurado, há quase dois anos, o M.Ou.Co. tem ocupado sucessivamente os lugares de topo do programa Travelers’ Choice da TripAdvisor. A identidade estética e a arte de bem receber têm colocado este complexo na rota da imprensa europeia e nacional de referência nos domínios do design e good living.

Recentemente, o Porto surgiu à frente de Valência, Barcelona, Lyon, Lisboa, Nápoles, Marselha, Paris, Milão ou Madrid enquanto melhor cidade para os nómadas digitais, segundo a Culture Trip. Também graças a possuir a segunda velocidade de Internet mais rápida entre os países avaliados e uma apreciação bastante sólida no patamar da segurança cibernética. Para além de uma oferta variada e de qualidade ao nível de alojamentos.

Para Teresa Martins, diretora-geral do M.Ou.Co., o espaço, que possui a certificação de sustentabilidade da Biosphere Sustainable Tourism, “funciona como um cartão de visita para a cidade, para a região e para o País”.

MSI