As Serras homenageadas com o Prémio Cinco Estrelas Regiões 2023

0
559
Serra-de-Monchique

A precisar de descomprimir, respirar ar puro e descansar? Se está a pensar onde ir nestas férias, conheça as sugestões de Serras nacionais galardoadas pelo Prémio Cinco Estrelas Regiões. Seja para conhecer os diferentes trilhos que cada zona tem para oferecer, ou apenas para visitar tranquilamente ou acampar, as Serras Cinco Estrelas 2023 têm tudo o que procura.

As Serras de Portugal são áreas de grande beleza natural e oferecem uma variedade de paisagens, atividades ao ar livre e pontos turísticos interessantes. E cada uma é única o suficiente para merecer a atenção dos portugueses e turistas.

Veja abaixo as possíveis Serras premiadas pelo Prémio Cinco Estrelas Regiões a visitar nestas férias de verão e comece já a planear as atividades ao ar livre da sua preferência, desde caminhadas, campismo, observação da natureza e vida natural, ciclismo de montanha, piqueniques ou até visitas às aldeias e património cultural.

SUGESTÕES DE SERRAS CINCO ESTRELAS:

  • Montanha do Pico – Ilha do Pico, Açores

A montanha do Pico é o ponto mais alto de Portugal com 2351 metros de altitude, sendo o seu formato cónico o marco mais evidente da origem vulcânica da ilha. A exuberância e imponência paisagística, que permite desfrutar da imensidão dos oceanos e avistar as cinco ilhas do grupo central do Arquipélago dos Açores, faz do Pico um dos mais belos vulcões do Mundo e o atrativo maior da ilha sobretudo para aqueles que sonham escalar o ponto mais alto de Portugal e conhecer uma das mais antigas áreas protegidas do país.

  • Serra do Gerês – Distrito de Braga

A Serra do Gerês é a segunda maior elevação de Portugal Continental, parte do sistema montanhoso da Peneda-Gerês O cume atinge 1546 metros de altitude. O Gerês é certamente um dos locais turísticos mais fantásticos em Portugal, conjugando o mais fantástico da pureza do mundo natural com a oferta de lazer e diversão. Atividades de turismo-aventura, praias e cascatas, alojamento, restauração e paisagens de prender a respiração… difícil será escolher.

  • Serra de Montesinho – Distrito de Bragança

Localizada a norte de Bragança, junto à fronteira com a Espanha, enquadrada no Parque Natural de Montesinho. Tem a altitude máxima de 1438 e caracteriza-se pelos seus muitos precipícios e desfiladeiros, numa mistura fantástica de riquezas naturais e heranças culturais bastante antigas. É conhecida por acolher espécies como o Lobo, o Corço, a Perdiz-cinzenta, a Lontra, a Águia-real, a o Raposa, o Texugo e o Mocho.

  • Serra da Lousã – Distrito de Coimbra

A Serra da Lousã conjuga de forma única a vertente cultural e natural das Aldeias do Xisto. A sua paisagem proporciona inúmeras possibilidades de lazer: cascatas, riachos, praias fluviais, natureza intocada, trilhos, baloiços, gastronomia e muito mais. Relativamente perto de Coimbra, a Serra da Lousã é o destino ideal para uma escapadinha em família ou com amigos.

  • Serra de Ossa – Distrito de Évora

A Serra da Ossa, situada entre Estremoz e Redondo, presenteia o Alentejo Central com uma elevação máxima de 653 metros de altitude, interrompendo as tradicionais planícies. É o pulmão de vários concelhos alentejanos: Borba, Estremoz, Vila Viçosa, Redondo e Alandroal, e nela existem grutas artificiais do tempo dos monges eremitas, há talvez cerca de mil anos. De percurso obrigatório são os passadiços da Serra da Ossa, na localidade de Aldeia da Serra, numa zona onde a água teve um papel fundamental na subsistência dos monges eremitas, que dela souberam tirar proveito através de canais, represas e levadas, para dela usufruírem na irrigação de hortas, bem como para mover moinhos ou azenhas, que se sabe terem existido aqui desde o Século XIV.

  • Serra de Monchique – Distrito de Faro, Algarve

Monchique brilha com o esplendor dos seus múltiplos tons verdes e a frescura das suas fontes e ribeiras. A Fóia e a Picota são os pontos mais altos do Algarve e constituem locais ideais para apreciar um dos mais belos cenários da região. As termas existentes desde o tempo da ocupação romana constituem um ponto de partida para a descoberta deste local mágico e de uma montanha que também apelidam de sagrada. As “Veredas de Monchique” alimentam cenários de beleza indescritível e proporcionam descobertas luxuriantes.

  • Serra da Estrela – Distrito de Guarda

A Serra da estrela é muito mais que neve! Também de verão, a montanha mais alta de Portugal continental é perfeita para uns dias descontraídos em contacto com a natureza. Como caminhadas e piqueniques. Com uma altitude máxima de 1993 metros, a Serra da Estrela é uma zona de rara beleza paisagística com desníveis montanhosos onde se pode viver intensamente o silêncio das alturas em comunhão com a natureza para observá-la: vegetação, aves ou rebanhos de ovelhas guiados por cães da raça a que a Serra deu nome.

  • Serra de Sintra – Distrito de Lisboa

Composta por exuberâncias naturais, a Serra de Sintra tem uma individualidade única, pela forma como conjuga a natureza, a magia, o misticismo e o romantismo, numa paisagem paradigmática na geografia mundial. Com uma localização privilegiada, é uma serra plantada à beira-mar, coroada por monumentos ímpares e com uma vasta biodiversidade, o que cria uma envolvência arrebatadora.

  • Serra de São Mamede – Distrito de Portalegre

Entre a frondosa vegetação e a planície cálida, a Serra de São Mamede descobre-se como marca incontornável de Portalegre, uma das portas de entrada no Parque Natural. Rica em biodiversidade, apresenta paisagens deslumbrantes com imponentes quartzitos, fauna e flora muito diversificadas, quedas de água, cascatas e fontes de água límpida, miradouros e trilhos para fazer a pé ou de bicicleta.

  • Serra da Arrábida – Distrito de Setúbal

Entre o azul do mar e o verde da serra, a Serra da Arrábida é ideal para por à prova a preparação física, desfrutando de uma das paisagens mais deslumbrantes da costa perto de Lisboa. Os passeios de orientação ou de bicicleta são uma boa sugestão para conhecer este lugar exemplar, de pura vegetação mediterrânica do país, podendo escolher o nível de dificuldade mais adequado e até se podem fazer percursos noturnos.

  • Serra do Soajo – Distrito de Viana do Castelo

A Serra do Soajo é a sexta serra mais alta de Portugal Continental, atingindo 1416 metros de altitude. Localiza-se nos concelhos de Arcos de Valdevez, Melgaço e Monção. O seu ponto mais alto, conhecido por Pico da Pedrada, é também o ponto mais alto do distrito de Viana do Castelo. Na vila de Soajo destacam-se as antas, o pelourinho e o famoso conjunto de espigueiros, local onde os vestígios da presença antiga se fundem com a paisagem. Esta é também uma área muito procurada para a prática de trilhos pedestres e pelas suas cascatas e lagoas.

  • Serra do Alvão – Distrito de Vila Real

Com altitude máxima é de 1330 metros, a Serra do Alvão faz parte da barreira montanhosa que se estende desde a Galiza até ao Douro e que contribui para as diferenças marcantes entre o litoral e o interior transmontano, no que respeita ao clima e à paisagem. Apresenta paisagens espetaculares e belas zonas de pinheiros. Destacam-se as aldeias típicas nomeadamente a de Lamas de Olo e as quedas de água: Fisgas do Ermelo, ex-líbris do Parque Natural do Alvão.

  • Serra do Caramulo – Distrito de Viseu

A Serra do Caramulo é uma zona de montanha de origem granítica e xistosa. É povoada por aldeias com casas e espigueiros em granito típicos desta região. Tendo sido esta zona povoada por romanos, ainda se podem encontrar alguns vestígios dessa época, como os trilhos de pedra. A paisagem é um monumento à natureza e o ar puro convida a visitar todos os recantos.

IPSIS

Serras homenageadas Cinco Estrelas Regiões 2023

Serra-de-Montesinho
Serra-da-Arrábida
Serra-do-Soajo
Serra-do-Caramulo
Serra-do-Gerês
Serra-de-Sintra
Serra-da-Estrela-verão
Serra-de-Ossa
Serra-do-Alvão
Serra-de-Monchique
Serra-da-Lousã
Serra-de-Montesinho Serra-da-Arrábida Serra-do-Soajo Serra-do-Caramulo Serra-do-Gerês Serra-de-Sintra Serra-da-Estrela-verão Serra-de-Ossa Serra-do-Alvão Serra-de-Monchique Serra-da-Lousã