Lagos | Arte Doce celebrou o melhor da Doçaria Algarvia

0
958
Arte-Doce-Bolo-Doce

Com “casa cheia” nos cinco dias em que decorreu (26 a 30 de julho), a 34.ª edição da Feira Concurso Arte Doce veio reforçar ainda mais o certame como um dos eventos de referência do Algarve. Com muita música e animação à mistura, foram também premiadas as doceiras que continuam a tornar vivas as tradições e criatividade da doçaria algarvia.

Em pleno ano de celebração dos 450 anos da elevação de Lagos a cidade, foi bem evidente a alegria com que o público residente e visitante apreciou as várias valências deste evento âncora do concelho. Entre tasquinhas, artesanato, produtos regionais e animação circulante, destacaram-se também os showcookings de sabores algarvios e da Beira Litoral (região convidada deste ano). De vários géneros e apelando a vários públicos, música de artistas locais, nacionais e até internacionais nunca faltou, tendo como pontos altos os espetáculos de Xutos e Pontapés, Vitor Kley, Álvaro de Luna, Wet Bed Gang e Carminho que praticamente encheram o recinto e colocaram o público a cantar nestas noites de verão.

Quem não teve mãos a medir foram as doceiras e doceiros que continuam a ser o coração e a alma deste evento com toda a mestria com que confecionam os afamados doces que fazem as delícias dos visitantes. Esta edição, que contou com um aumento do número de negócios participantes em relação ao ano anterior, viu também aumentar o número de participações nos concursos de doçaria (Concurso “Arte Doce”, Concurso “Qualidade na Tradição” e Concurso “Doces de Inovação”), algo que o município faz questão de premiar anualmente.

Para Hugo Pereira, presidente da Câmara Municipal de Lagos, “a Feira Concurso Arte Doce tem crescido de ano para ano, tanto no evento em si, como no público que nos visita, tornando o evento numa referência inconfundível no panorama cultural do Algarve. É com muito agrado que vejo o entusiasmo dos nossos visitantes, não só com a dinâmica programação, mas também na degustação da nossa rica doçaria e gastronomia, o que acaba por motivar as nossas doceiras e doceiros a continuar a sua arte e passar a sua sabedoria para as gerações vindouras.”

E porque o balanço desta 34.ª edição é muito positivo, o município de Lagos já está a preparar a 35.ª edição para 2024 com algumas surpresas, mas com a qualidade de sempre.

PREMIADOS DA 34.ª FEIRA CONCURSO ARTE DOCE:

CONCURSO “ARTE DOCE”

Tema Livre (18 participantes):

1.º lugar – Os Docinhos da Gena

2.º lugar – Lucília Batista

3.º lugar – Luísa Mariano

Tema Obrigatório “Lagos – Passado, Presente e Futuro” (13 participantes):

1.º lugar – Pastelaria Bolo Doce

2.º lugar – Cantinho Doce da Fernanda

3º. lugar – Atelier dos Sabores
CONCURSO “QUALIDADE NA TRADIÇÃO”

Melhor Morgado (16 participantes) – Os Docinhos da Graça Carvalho

Melhor D. Rodrigo (15 participantes) – Os Docinhos da Graça Carvalho

Melhor Doce Fino (17 participantes) – Atelier dos Sabores

Melhor Doce de Figo (13 participantes) – Pastelaria Doce e Arte
CONCURSO “DOCES DE INOVAÇÃO” (10 participantes)– Gracinda Baptista

CM Lagos

Lagos | Arte Doce Doçaria Algarvia

Arte-Doce-Lucilia-Baptista
Arte-Doce-Carminho
Arte-Doce-Cantinho-Fernanda
Arte-Doce-Alvaro-Luna
Arte-Doce-Docinhos-Gena
Arte-Doce-Vitor-Kley
Arte-Doce-Bolo-Doce
Arte-Doce-Luisa-Mariano
Arte-Doce-Atelier-Sabores
Arte-Doce-Xutos-Pontapes
Arte-Doce-Lucilia-Baptista Arte-Doce-Carminho Arte-Doce-Cantinho-Fernanda Arte-Doce-Alvaro-Luna Arte-Doce-Docinhos-Gena Arte-Doce-Vitor-Kley Arte-Doce-Bolo-Doce Arte-Doce-Luisa-Mariano Arte-Doce-Atelier-Sabores Arte-Doce-Xutos-Pontapes