ODSLocal vai Distinguir Projetos Inspiradores em Sustentabilidade

0
287
ODSLocal

A Plataforma ODSlocal vai distinguir três projetos a nível nacional que tenham um impacto positivo no avanço da Agenda 2030, sejam fortemente inspiradores e possuam um elevado potencial de replicação. O Prémio ODSLocal na categoria Projetos vai ser atribuído no decorrer da Conferência ODSLocal 2023, no dia 3 de novembro, em Viana do Castelo, onde serão apresentadas as diversas iniciativas das autarquias e agentes da sociedade que se destacam pelo seu contributo para o desenvolvimento sustentável.

As candidaturas ao Prémio ODSlocal são gratuitas e encontram-se atualmente a decorrer. Os interessados em participar terão até ao dia 30 de setembro para candidatarem os seus projetos.

O Aviso do Prémio ODSlocal 2023 está disponível no Portal ODSlocal: Aqui

A plataforma ODSLocal é uma iniciativa pioneira a nível mundial. Desde o seu lançamento em 2020 já foram mobilizados 109 municípios de todo o país e mapeados mais de 952 projetos locais desenvolvidos por vários tipos de entidades e 1285 boas práticas desenvolvidas pelas autarquias, que mostram o seu compromisso em colocar as várias dimensões da sustentabilidade no centro das suas políticas e da sua ação diária para cumprirem os 17 ODS propostos pela ONU, nomeadamente, medidas de cariz ambiental e de transição energética, medidas de cariz social como apoios a famílias desfavorecidas e equidade de género, incentivos a ações de educação para a reflorestação, entre outras. 

O Prémio é lançado pelo consórcio que constitui a Plataforma ODSlocal – Plataforma Municipal dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que assenta na mobilização de decisores e técnicos municipais, associações cívicas, agentes locais e cidadãos em relação aos ODS propostos pelas Nações Unidas na Agenda 2030.

Para além do reconhecimento e notoriedade, o Prémio ODSlocal traduz-se por um apoio monetário individual aos projetos vencedores que concorrem na categoria ‘Projetos’.

Com inscrição gratuita no site oficial (www.odslocal.pt/novo-projeto), podem candidatar-se entidades privadas, com ou sem fins lucrativos, e serviços locais de entidades públicas que desenvolvam atividades nas áreas do ensino, saúde, cultura ou de natureza social, com exceção de autarquias. Estas poderão fazer parte destas candidaturas, em parceria com outras entidades e desde que não sejam as principais promotoras dos projetos.

O Prémio ODSlocal está também aberto às entidades promotoras de qualquer município do país, independentemente da sua adesão à plataforma ODSlocal. As entidades promotoras podem estar associadas a entidades parceiras que sejam organizações não lucrativas de natureza informal, tais como movimentos cívicos, redes da sociedade civil, grupos de cidadãos ou voluntários individuais.

As candidaturas serão avaliadas pelo impacto mensurável dos projetos, os quais obrigatoriamente terão de ser de âmbito coletivo e alinhados com os objetivos dos ODS, contribuindo de forma positiva para as metas de pelo menos três ODS diferentes. Terão de ser também georreferenciáveis, tendo estado ativos em Portugal no último ano.

O Prémio ODSlocal vai ser atribuído por um júri que integra a Fundação “la Caixa”; membros da Comissão Científica ODSlocal; um especialista convidado e o coordenador do consórcio ODSlocal, que presidirá.

Os projetos vencedores do Prémio ODSlocal serão anunciados publicamente no âmbito da 3ª Conferência ODSlocal, a 3 de novembro, a partir das 14h00, no Teatro Municipal Sá de Miranda, em Viana do Castelo, com transmissão online, que contará com a participação da oradora Marta Garcia-Haro, Senior Manager na SDSN – Sustainable Development Solutions Network, uma iniciativa global sob os auspícios das Nações Unidas.

GCI