PAN Algarve Chocado pela Morte por Envenenamento de Centenas de Animais exige Plano de Ação

0
302
Saul-Rosa-PAN

O PAN Algarve, revela em comunicado de imprensa, a sua indignação e repúdio face à morte de centenas de animais, e apela à vigília local para se evitarem mais mortes, e assegurar também a integridade física da população local.

Saúl Rosa, da comissão distrital do PAN Algarve indica que segundo a população local, estes envenenamentos ocorrem há cerca de duas décadas, e que até à data pouco foi feito para evitar a continuidade destas atrocidades, e por isso foi solicitado diretamente às autarquias de Silves e Albufeira, medidas preventivas imediatas.

“Estamos a falar de um desequilíbrio da fauna tremendo pois já foram reportadas mortes de raposas, águias, e mangustos. Acresce-se a agravante da crueldade de como os animais são mortos, e segundo as próprias investigações, é também usado
um agrotóxico proibido em Portugal.

É um absurdo que estas zonas cheguem a ter cerca de 40 armadilhas, e temos que encontrar os autores deste crime que afeta não só a fauna local, mas também animais de companhia, e coloca em risco a própria população “.- acrescenta Saul Rosa.

O PAN Algarve enaltece os esforços de investigação recentes por parte da GNR, salientando que também veio a público a morte de um cão pisteiro a lamentar, durante esse mesmo processo de investigação O partido indica também estar já a efetuar diligências através da sua secretaria de ação jurídica, sobre o assunto e apela à população que se mantenha vigilante.

Saúl Rosa ainda acrescenta que “caso alguém tenha informações sobre estes crimes poderá comunicar diretamente às autoridades ou ao próprio PAN através do e-mail “ [email protected]” e poderá fazê-lo de forma anónima:

Não vamos descansar enquanto os autores deste crime não forem identificados e devidamente responsabilizados”, revela por fim.

O Partido informa que está ao dispor das autarquias de Silves e Albufeira para debater medidas preventivas que salvaguardem as pessoas e os animais dos locais afetados.

PAN Faro

PAN-Algarve