Imovirtual | Estrangeiros com idades até 34 anos são os que mais procuram casas em Portugal

0
330
Imovirtual-Logotipo

O Imovirtual, portal imobiliário de referência, analisou a evolução da procura de casas por população estrangeira, em Portugal, no próprio portal tendo por base os dados disponíveis na plataforma. Desta forma, foi possível verificar que houve mais de 15 milhões visualizações de anúncios de casas nos últimos 6 meses, por parte de estrangeiros,

Portugal continua a ser um país de eleição para o investimento imobiliário estrangeiro, uma vez que muitos têm sido os que optam por se mudar para cá e comprar ou arrendar uma casa.  Os motivos são vários, desde o clima ameno, que permite uma melhor qualidade de vida, a segurança, a boa relação qualidade-preço das casas, a simpatia local e, por último, mas, igualmente, importante, a gastronomia. Esta panóplia de vantagens tem levado a um crescimento da população estrangeira a viver em Portugal.

24% dos utilizadores do portal são estrangeiros e com tráfego mais significativo proveniente dos Estados Unidos da América, Brasil, França, Suíça, Andorra, Reino Unido, Espanha, Alemanha e Angola.

Atualmente, a população vinda dos Estados Unidos da América lidera as pesquisas, representando 8% dos utilizadores, um crescimento de 22% face ao ano passado. No entanto, se considerarmos os utilizadores norte-americanos que nunca procuraram casa no portal Imovirtual, o valor cresce para 24%. Segue-se o Brasil,que, apesar de se manter em segundo lugar no top 10, teve uma redução de -12%, assim como Espanha, -7% e Alemanha, -3%. Em contrapartida, França e Suíça tiveram um crescimento de 5%.

De realçar que, apesar dos valores de utilizadores serem mais baixos que os países anteriores, Andorra teve um crescimento de 60% face a 2022 e de 66% de novos utilizadores.

Relativamente ao perfil dos utilizadores estrangeiros que pretendem comprar uma casa, foi possível verificar que a maioria da população é jovem e quando comparada com os portugueses existem diferenças significativas. Enquanto que 37% dos utilizadores estrangeiros à procura de casa têm até 34 anos, os portugueses, na mesma faixa etária, são apenas 26%. Se analisarmos a faixa entre os 25 e os 34 anos, verificamos que 25% são estrangeiros vs 16% são portugueses. Dos 18 aos 24 anos, existem 16% estrangeiros vs 10% portugueses.

De acordo com Sylvia Bozzo, Marketing Manager do Imovirtual & OLX Imóveis, “estas diferenças, infelizmente, são uma realidade, uma vez que, cada vez mais, é mais difícil para os jovens portugueses saírem da casa dos seus pais e comprarem a sua própria habitação, pois os preços das casas continuam muito altos, a taxa de juro mantém-se a subir e os ordenados reduzidos faz com que esta classe não tenha poder de compra para investir numa casa. Em contrapartida, os estrangeiros que procuram vir viver para Portugal tem condições muito benéficas, existem regimes fiscais específicos, como é o caso dos vistos para nómadas digitais, por exemplo.”

Em termos de pesquisas, os estrangeiros procuram pelas seguintes Keywords: “vista mar”; “praia”; “mar”; “piscina”; “vista”, sendo que existe também uma grande procura por quintas e herdades. Em contrapartida, os portugueses valorizam mais outros termos como “financiamento 100%”; “garagem”; “vista mar”; “praia” e “terraço”.

Os estrangeiros têm um comportamento parecido com o dos portugueses em relação às categorias mais procuradas (comprar e arrendar apartamentos e moradias onde Lisboa ainda é a região mais pesquisada).

Já a categoria de comprar quintas e herdade está entre as top 5 mais procuradas pelos estrangeiros o que não acontece entre os portugueses.

Imovirtual