“BebéVida” distinguida PME Líder 2023 pela 14.ª vez

0
300
BebéVida-PME-Lider-2023

A BebéVida, banco de tecidos e células estaminais, foi distinguida pela 14ª vez consecutiva com o estatuto de PME Líder do ano 2023 e pela 5ª vez com o estatuto PME Excelência 2022 pelo Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI).

Esta distinção é um motivo de orgulho para toda a equipa que diariamente trabalha na BebéVida. Sermos reconhecidos pelo 14º ano consecutivo pelo nosso serviço de excelência na área da criopreservação permite reforçar a confiança dos casais que optam pela BebéVida para guardar as células estaminais dos seus filhos” refere Luís Melo, administrador da BebéVida.

Lançada pelo IAPMEI em 2008, a distinção de PME Líder é atribuída a empresas nacionais que apresentem desempenhos superiores. São companhias que, pelas suas qualidades de desempenho e perfil de risco, se posicionam como motor da economia nacional no setor de atividade em que operam, adotando estratégias de crescimento e liderança competitiva. Reúnem, por isso, condições que lhes conferem credibilidade, notoriedade e confiança junto de clientes, parceiros e banca.

Este ano a BebéVida obteve ainda, pelo segundo ano consecutivo, a certificação da SCORING de “TOP 5% Melhores PME de Portugal”, que atesta a solidez económico-financeira das empresas e foi acreditada pela AABB, Association for the Advancement of Blood & Biotherapies, para o processamento de sangue e tecido do cordão umbilical. Existem apenas cinco laboratórios a nível mundial com as duas mais importantes acreditações internacionais, AABB e FACT, e a BebéVida passou a integrar esta curta lista, sendo o único laboratório em Portugal e na Europa.

“O reconhecimento por diversas entidades independentes e prestigiadas da nossa atividade são de fato relevantes e motivadoras para que continuemos a prestar um serviço de excelência junto das famílias portuguesas que reconhecem o potencial terapêutico que as células estaminais têm demonstrado no tratamento de mais de 80 doenças”, conclui Luís Melo.

Miligrama